Topo

Ceni pode ajudar? Cruzeiro só fez um gol de falta até agora no Brasileiro

Último e único gol de falta do Cruzeiro no Brasileirão foi marcado por Thiago Neves, em junho, contra o São Paulo - Vinnicius Silva/Cruzeiro
Último e único gol de falta do Cruzeiro no Brasileirão foi marcado por Thiago Neves, em junho, contra o São Paulo Imagem: Vinnicius Silva/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

15/08/2019 04h00

Com apenas 11 gols marcados no Brasileirão, o Cruzeiro tem o terceiro pior ataque entre os 20 clubes. Mas a chegada de Rogério Ceni pode ajudar alguns jogadores a melhorar esse desempenho, principalmente nas cobranças de falta, especialidade do ex-goleiro, que marcou 62 vezes dessa maneira. Por outro lado, o último e único gol celeste neste quesito aconteceu há dois meses, com Thiago Neves marcando diante do São Paulo.

A partida contra o Tricolor aconteceu no dia 2 de junho, no Pacaembu. Pato abriu o placar, mas Thiago Neves, de falta, venceu Tiago Volpi e deixou tudo igual. Apesar de contar ainda com outros postulantes como Robinho e Edilson, a Raposa passou em branco desde então. Em toda a temporada, a equipe só marcou outras duas vezes, ambas no Campeonato Mineiro.

"Cobrança de falta é repetição. Aliás, tudo na vida. Quanto mais você repete, maior a chance de sucesso. Eu bati 15 mil faltas antes de fazer meu primeiro gol de falta. Depois que você repete 15 mil vezes, alguma coisa boa tem que sair", comentou o goleiro, em sua entrevista de apresentação no novo clube.

Dos 131 gols de Rogério em sua carreira como jogador, sete foram diante do Cruzeiro e Palmeiras, suas maiores vítimas. Contra a equipe celeste, foram quatro de pênalti e três de falta. Só um deles ocorreu contra o goleiro André Doring, enquanto os outros seis foram marcados diante de Fábio.

Se a receita passada pelo treinador é a repetição, pode-se dizer que os jogadores terão mais tempo para aperfeiçoar suas cobranças. Pelo menos nos primeiros dias, Ceni mostrou que seu estilo de treinamento será diferente do antecessor Mano Menezes. Enquanto Mano aplicava atividades mais leves, porém duradouras, o ex-goleiro prefere treinamentos mais curtos, mas bem intensos. Melhor para alguns jogadores, que podem esticar a permanência um pouco mais na Toca da Raposa para treinarem suas cobranças. Nas cobranças colocadas, Thiago Neves e Robinho são algumas opções. Na força, Edilson é outro forte candidato.