Topo

Conversas, assistência para gol e ritmo forte: como foi o 1º dia de Ceni

Primeiro dia de Rogério Ceni começou por volta das 7h e só terminou 10 horas mais tarde, na Toca da Raposa - Bruno Haddad/Cruzeiro
Primeiro dia de Rogério Ceni começou por volta das 7h e só terminou 10 horas mais tarde, na Toca da Raposa Imagem: Bruno Haddad/Cruzeiro

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

14/08/2019 04h00

Intenso seria a melhor palavra para definir o primeiro dia de Rogério Ceni no Cruzeiro. Desde a chegada cedo ao aeroporto de Confins, passando pela entrevista de apresentação e fechando com o treinamento na Toca da Raposa II, o novo técnico celeste teve um dia bastante agitado.

Rogério Ceni passou a madrugada viajando e desembarcou em Belo Horizonte por volta das 7h. De lá, ele concedeu breves entrevistas à imprensa e seguiu direto para o CT do time celeste. No centro de treinamento, iniciou as conversas com os dirigentes do novo clube e conheceu seus novos jogadores, assim como a estrutura da sua nova casa. Pouco depois do almoço, se dirigiu à sala de imprensa para falar por mais de meia hora e responder às mais de 20 perguntas dos profissionais.

Em seu primeiro treinamento, Rogério cobrou bastante intensidade, dizendo que esse ritmo será colocado em prática nas partidas. No momento da atividade técnica, o técnico virou praticamente um jogador, não só orientando, mas sendo o responsável por cruzar as bolas para os atletas finalizarem. Em uma delas, Sassá marcou de cabeça.

Antes de terminar a atividade e deixar o campo, o que aconteceu por volta das 17h, Ceni ainda conversou em particular com algumas pessoas. Sassá, Vinicius Popó e David falaram separadamente com o técnico. Ricardo Resende, comandante do time-20, também falou com Rogério. Os dois acertaram que o atacante Welinton, da equipe dos juniores, passará a treinar com o grupo principal. Contra o Avaí, no último domingo, o garoto ficou no banco de reservas.

Agora, Ceni terá mais alguns dias para tentar começar a colocar em prática seu modelo de jogo. O primeiro desafio do treinador será já neste domingo, no Mineirão, contra o Santos, líder do Campeonato Brasileiro. Em três semanas, o time terá pela frente o Internacional, já pela semifinal da Copa do Brasil.

Cruzeiro