Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Bruno Méndez vive desafios no Pan e volta ao Corinthians um passo à frente

Zagueiro de 19 anos é capitão da seleção do Uruguai no Pan 2019 e atuou improvisado como lateral-direito - Divulgação/@Uruguay
Zagueiro de 19 anos é capitão da seleção do Uruguai no Pan 2019 e atuou improvisado como lateral-direito Imagem: Divulgação/@Uruguay

Gabriel Carneiro

Do UOL, em São Paulo

09/08/2019 04h00

A seleção do Uruguai decide amanhã, contra o México, quem fica com a medalha de bronze no futebol masculino dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru. O capitão da equipe é o zagueiro Bruno Méndez, contratado pelo Corinthians em fevereiro e que demorou a ganhar espaço na equipe - até a liberação para o torneio ele jogou apenas cinco vezes.

De volta ao clube na semana que vem, o jogador de 19 anos deverá ter mais espaço com o técnico Fábio Carille. Além da escassez na posição, outro motivo para ele retornar um passo à frente é a avaliação positiva da participação no Pan.

Bruno Méndez não atuou na estreia, contra o Peru, por suspensão. Depois, foi titular e capitão contra Jamaica, Honduras e Argentina. Na eliminação diante dos argentinos, com derrota por 3 a 0 na semifinal, ele teve participação negativa ao cometer um pênalti aos 28 minutos do primeiro tempo e ser presa fácil para o ataque adversário. O mais curioso é que o zagueiro atuou improvisado na lateral direita, posição que já havia exercido com Carille.

A má atuação não abalou a avaliação interna do Corinthians sobre seu desempenho. O clube esperava que ele ganhasse rodagem a partir de novas experiências internacionais de peso, e foi o que aconteceu, mesmo em uma posição diferente da habitual e após a definição do clube de que suas próximas oportunidades serão como zagueiro, e não mais na lateral.

No Corinthians, uruguaio também jogou improvisado. Promessa antes do Pan foi retorno à posição de origem - Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians
No Corinthians, uruguaio também jogou improvisado. Promessa antes do Pan foi retorno à posição de origem
Imagem: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

Profissionais do Corinthians acompanharam os três jogos disputados por Méndez até agora e têm relatos positivos sobre imposição física, cortes e interceptações, número de duelos vencidos, criação de chances ofensivas (ele deu quatro chutes a gol durante o torneio) e até sua liderança em campo.

Há contestações a respeito de sua velocidade e excesso de faltas cometidas. Ao menos os "defeitos" que a comissão técnica observou no início da passagem do zagueiro, como a pouca impulsão na bola aérea, não são mais motivos de preocupação.

Méndez foi comprado pelo Corinthians no início do ano por US$ 3,5 milhões (cerca de R$ 13 milhões, na época) a serem pagos de modo parcelado ao Montevideo Wanderers. O clube brasileiro observou a longo prazo a projeção de um jogador que estreou profissionalmente em 2017 e já acumula dois amistosos pela seleção principal, além de uma trajetória de destaque na base. O início no clube, porém, não foi fácil.

Ele teve chances como lateral porque não passou perto de vencer a concorrência com os então titulares da zaga, Henrique e Manoel, e também não tirou espaço de Léo Santos, Marllon e Pedro Henrique. Os três saíram por empréstimo, mas Gil foi contratado na pausa para a Copa América e se firmou como titular.

Agora, Gil e Manoel são incontestáveis com Carille. Henrique, opção imediata no banco de reservas, negocia com um clube dos Emirados Árabes e deve deixar o clube. Assim, Méndez volta na próxima semana como primeira opção do setor, pois Léo Santos ainda se recupera de uma lesão que o fez ser devolvido de empréstimo pelo Fluminense. A outra alternativa da zaga é o garoto João Victor, que foi inscrito na Copa Sul-Americana justamente porque o uruguaio não pode atuar no torneio.

Como o jogo pela seleção uruguaia contra o México é amanhã, é possível que Bruno Méndez já esteja à disposição do Corinthians a partir de segunda-feira (12).

Corinthians