Topo

Na Vitrine


Endividado, clube recorreu a "favor de 116 anos" à Juventus por uniformes

Dívidas atrasaram fornecimento de novos uniformes da Puma ao Notts County, que pediu ajuda à Juventus - Notts County FC/Site oficial
Dívidas atrasaram fornecimento de novos uniformes da Puma ao Notts County, que pediu ajuda à Juventus Imagem: Notts County FC/Site oficial

Do UOL, em São Paulo

02/08/2019 04h00

O Notts County quer se reconstruir na temporada 2019/2020. Penúltimo colocado entre os 24 times que disputaram a League Two (equivalente à quarta divisão do Campeonato Inglês) na temporada 2018/2019, a equipe foi rebaixada em meio a dívidas à quinta divisão inglesa. Nada bom para o clube fundado em 1862 e considerado o mais antigo do futebol mundial.

Mas a temporada começa esboçando bons sinais para os Magpies. Ao longo da pré-temporada, o time da cidade de Nottingham vestiu os uniformes utilizados na temporada 2018/2019. A Puma, fornecedora de material esportivo da equipe, atrasou a entrega de novos fardamentos - segundo a imprensa inglesa, por ainda não ter recebido os valores prometidos pelo clube em acordo. A solução então foi recorrer à Juventus.

Fundada em 1897, a equipe italiana inicialmente se vestia de rosa e preto, mas mudou de cores em 1903. Sofrendo com os desgastes das camisas rosas na época, o clube pediu para um de seus jogadores, Tom Savage, negociar alguns novos uniformes na Inglaterra; o Notts County então cedeu camisas alvinegras para Savage levar à Itália como solução. De lá para cá, a equipe de Turim não apenas consagrou sua camisa bianconera, como também construiu uma relação de amizade com os ingleses.

Juventus e Notts County têm boas relações desde 1903, quando clube inglês forneceu camisas alvinegras para a equipe italiana; na imagem, os dois times se enfrentam em amistoso em 2011 - Valerio Pennicino/Getty Images
Juventus e Notts County têm boas relações desde 1903, quando clube inglês forneceu camisas alvinegras para a equipe italiana; na imagem, os dois times se enfrentam em amistoso em 2011
Imagem: Valerio Pennicino/Getty Images

Diante deste cenário histórico, o Notts County esperava por um "favor de 116 anos", como o caso ficou conhecido na Europa: sem seus novos uniformes, pediu a ajuda da Juventus para ter o que vestir na temporada.

No fim de julho, a deputada Lilian Greenwood, representante de Nottingham do Parlamento britânico, se dispôs a escrever para a Juventus em busca de auxílio ao clube britânico. A Juve, por sua vez, topou ajudar, mas esbarrou em uma questão legal: suas camisas são fornecidas pela Adidas, enquanto o Notts County ainda tem contrato com a Puma.

"Considerando a longa relação entre os dois clubes, a Juventus alegremente ajudaria a fornecer novos uniformes para a próxima temporada", explicou Claudio Albanese, diretor de comunicação da equipe italiana, em carta ao Notts County publicada pelo site NottinghamshireLive em 27 de julho. "Já entramos em conversas com a Adidas, nossa patrocinadora, para informá-la a respeito da situação; a empresa imediatamente contatou o Notts County para um acordo de fornecimento", acrescenta o texto.

Na carta, porém, Albanese lamentou que o clube tivesse o acordo com a Puma, "que não o permite vestir qualquer outra marca". A solução então seria seguir com a Puma, pagando o que a empresa exigia para liberar a coleção 2019/2020 do fardamento. Como proceder?

Dinamarqueses compram o Notts County. Salvação?

Financeiramente, o alívio veio em 26 de julho, quando o clube mudou de donos: Alan Hardy, em situação financeira desfavorável, anunciou a venda do Notts County para os irmãos dinamarqueses Alexander e Christoffer Reedtz. Embora não tenham comentado o caso dos uniformes diretamente em sua apresentação, os Reedtz prometeram uma situação financeira mais cômoda à equipe.

"Estamos felizes com o desfecho do acordo e com o fim da incerteza sobre o futuro do clube. Podemos agora nos concentrar na nova temporada do futebol, que está para começar", anunciaram em carta. Nesta terça-feira (30), o clube anunciou também o pagamento de dívidas que embargavam novos contratos.

Segundo o Nottinghamshire Live, os novos proprietários pagaram a jogadores e funcionários os salários atrasados de junho e julho. Com a quitação de dívidas, a tendência é que o Notts County se acerte também com a Puma - e tenha o que vestir em busca de uma vaga de volta na quarta divisão.