PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Veja quem já está livre para fechar pré-contrato e deixar seu time de graça

Nenê tem contrato com o São Paulo até o fim deste ano - Marcello Zambrana/AGIF
Nenê tem contrato com o São Paulo até o fim deste ano Imagem: Marcello Zambrana/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

05/07/2019 04h00

Com a chegada do mês de julho, vários jogadores que têm vínculo até o fim deste ano passam a ficar livres para acertar um pré-contrato com outro time e assim deixar o seu clube de graça. São vários os casos, e o UOL Esporte lista abaixo os principais deles.

No Palmeiras, por exemplo, os goleiros Fernando Prass e Jaílson e o zagueiro Edu Dracena se encaixam nesta situação, assim como Walter no Corinthians.

ATLÉTICO-MG

Elias comemora gol do Atlético-MG sobre o Cruzeiro - Bruno Cantini / Atlético-MG - Bruno Cantini / Atlético-MG
Imagem: Bruno Cantini / Atlético-MG

Elias
Pode assinar pré-contrato a partir de 20 de julho. No entanto, a diretoria do Atlético-MG já conversa para renovar com o jogador por mais tempo. Uma reunião ocorrerá nos próximos dias entre o pai do atleta, Eliseu Trindade, e o diretor de futebol Rui Costa.

Geuvânio
Tem contrato até o fim da temporada, com a probabilidade de renovação. O Atlético ainda avalia o atleta, mas tem tranquilidade por ter prioridade no negócio.

Leonardo Silva
Também poderia assinar pré-contrato desde já. O zagueiro, contudo, pretende se aposentar e iniciar um trabalho nos bastidores da Cidade do Galo.

BOTAFOGO

Cícero comemora após abrir o placar para o Botafogo contra o Sol de América pela Copa Sul-Americana - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Allan Santos
Volante ainda não conseguiu se firmar no Botafogo e busca um espaço na rotação do elenco de Eduardo Barroca.

Cícero
Um dos destaques do Botafogo na temporada, o veterano jogador mantém conversas para renovar, mas sem tanta pressa.

Diego Cavalieri
Goleiro tem cumprido bem a missão de substituir Gatito Fernández, que pode ser vendido. Poderá ter papel importante em breve.

Gilson
Atualmente é o lateral esquerdo titular. O jovem Jonathan disputa posição. Renovação está sendo avaliada pela diretoria.

Rodrigo Pimpão
É quem mais tem identificação e deverá renovar. O tempo do novo contrato é debatido.

CORINTHIANS

Walter gesticula durante partida do Corinthians contra o Ceará pela Copa do Brasil - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians - Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians
Imagem: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Walter
Interessa muito ao Fluminense e inclusive negocia para ir pra lá. O Flu ofereceu um contrato de 4 anos para seduzi-lo, mas o goleiro, a princípio, ficou com pé atrás por conta do atraso de salários. Já existe um acordo dele com o Corinthians para a não renovação de seu contrato. O clube considera o salário dele alto para o padrão dos reservas e o combinado foi deixar o vínculo expirar para Walter conseguir ter mais tempo de jogo em outro clube.

CRUZEIRO

Robinho, durante partida entre Cruzeiro e Emelec - RODRIGO BUENDIA / AFP - RODRIGO BUENDIA / AFP
Imagem: RODRIGO BUENDIA / AFP

Robinho
O meia ainda está em condição de empréstimo do Palmeiras, que tem contrato com o jogador até o final deste ano. Por isso, Robinho já pode assinar um pré-contrato com qualquer equipe. Livre para negociar, ele não vai renovar com o Palmeiras e já iniciou as conversas para tentar firmar um vínculo em definitivo com a Raposa.

FLAMENGO

Rhodolfo e Diego comemoram gol do Flamengo - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Rhodolfo
O zagueiro chegou ao Flamengo em 2017 e teve sequência como titular, mas a passagem pela Gávea ficou marcada também pelas lesões. Na última temporada, perdeu espaço e viu a equipe atuar com Léo Duarte e Réver. Neste ano, sob o comando de Abel Braga, recuperou a vaga e fez dupla com Rodrigo Caio, mas, novamente, uma lesão atrapalhou. No jogo-treino contra o Madureira, primeiro teste de Jorge Jesus, não foi utilizado. O zagueiro está no radar do Athletico-PR.

Pará
O lateral direito chegou ao Flamengo em 2015 e alternou bons e maus momentos, revezando a titularidade com Rodinei. Sob o comando de Abel Braga, neste ano, virou titular e foi utilizado em 26 jogos. Com a chegada de Rafinha, porém, o futuro é incerto. No jogo-treino contra o Madureira, foi reserva, entrando no segundo tempo.

Matheus Dantas
O jovem zagueiro foi promovido ao elenco profissional no início desta temporada e chegou a ter chance no começo do ano, quando o então técnico Abel Braga utilizou a estratégia de ter dois times distintos. Porém, depois perdeu espaço. Há conversas para uma possível renovação de vínculo.

Trauco
O lateral-esquerdo peruano foi anunciado pelo Flamengo no fim de 2016, após se destacar pelo Universitário, do Peru. Porém, nunca chegou a se firmar no time titular. Atualmente, o jogador, que está classificado para a final da Copa América, contra o Brasil, é primeira opção a Renê. No início do ano, a imprensa francesa citou uma proposta do Amiens, mas as conversas não foram à frente.

FLUMINENSE

Agenor, goleiro do Fluminense - Mailson Santana/Fluminense FC - Mailson Santana/Fluminense FC
Imagem: Mailson Santana/Fluminense FC

Agenor
Chegou ao Fluminense no início do ano, em meio a uma busca da nova comissão técnica, encabeçada por Fernando Diniz, por um goleiro. Começou no banco, mas, depois, ganhou espaço e se tornou titular.

Airton
O experiente volante, que acertou com o Fluminense no começo do ano passado, realizou, até o momento 29 partidas na temporada - na maioria, como titular. Ele sofre uma lesão muscular na coxa esquerda que o afastou por um período dos gramados.

Bruno Silva
Outro experiente volante, acertou com o clube das Laranjeiras depois de passagem pelo Cruzeiro. Ele teve uma lesão no joelho esquerdo em maio, o que atrapalhou a sequência que vinha tendo. Até aqui, foram 20 partidas disputadas.

Danielzinho
O jovem meia está em alta no Fluminense. Titular no começo da temporada, enquanto a diretoria negociava com um camisa 10, perdeu um pouco de espaço com a chegada de Ganso, mas se "reinventou" e recuperou espaço na equipe.

Kelvin
O atacante chegou ao Tricolor no fim de abril com contrato até dezembro. Devido às características, jogador de lado de campo e com velocidade, foi um reforço pensando em uma possível saída de Everaldo, concretizada pouco depois. Porém, atuou em apenas uma partida até agora, contra o Botafogo.

Pablo Dyego
Cria da base do Fluminense, Pablo Dyego passou um período emprestado a clubes do exterior e retornou no começo do ano passado e tendo chances sob o comando do técnico Abel Braga. Nesta temporada, porém, atuou em apenas três partidas.

Yony González
O colombiano assinou, em janeiro, um vínculo válido por uma temporada. O atacante, que estava no Junior Barranquilla, da Colômbia, ganhou espaço e foi um dos destaques do primeiro semestre tricolor, fazendo parte de um dos ataques mais positivos da temporada até aqui e balançando a rede 10 vezes.

GRÊMIO

Léo Moura durante treino do Grêmio, no CT Presidente Luiz Carvalho - Lucas Uebel/Grêmio FBPA - Lucas Uebel/Grêmio FBPA
Imagem: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

Léo Moura
Perto de completar 41 anos, lateral direito é reserva de Leonardo e convive com problemas físicos. Renovou com o Grêmio pela experiência e por ser homem de confiança de Renato Gaúcho. Permanência em Porto Alegre é muito pouco provável.

Marcelo Oliveira
Contratado em 2015, é um dos líderes do grupo e mantém ascendência mesmo longe do time titular. Atualmente se recupera de complexa cirurgia no joelho esquerdo. Não tem previsão de retorno aos gramados.

Henrique Almeida
Se reapresentou após empréstimo ao Belenenses, de Portugal, e tem treinado com o time de transição. Deve ser emprestado novamente, decisão que atesta a condição de totalmente fora dos planos.

INTERNACIONAL

Rafael Sóbis comemora gol do Inter contra o Bahia - Ricardo Duarte/Internacional - Ricardo Duarte/Internacional
Imagem: Ricardo Duarte/Internacional

Bruno
Lateral direito foi alternativa de mercado no início do ano, diante da carência de laterais. Apesar da experiência, ainda não deu retorno esperado. É suplente de Zeca.

Rafael Sobis
Voltou ao Beira-Rio depois de oito anos e se tornou importante no primeiro semestre. Primeiro como reserva de luxo, depois curinga ofensivo e por fim suplente imediato de Paolo Guerrero. Se tornou um dos líderes do elenco colorado

D'Alessandro
No Inter desde agosto de 2008, meia volta a viver meses finais de vínculo. Argentino já revelou que planeja seguir jogando mesmo aos 38 anos. Ideia é prorrogar o contrato e se aposentar em Porto Alegre. Clubes argentinos, no entanto, sempre estão de olho

PALMEIRAS

Fernando Prass comemora defesa de pênalti pelo Palmeiras contra o Novorizontino - Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação - Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação
Imagem: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Fernando Prass
Com 40 anos, o goleiro é ídolo da torcida e ainda pode acertar sua renovação mais para o final da temporada, como já aconteceu no ano passado. Apesar da idade avançada, tecnicamente ainda está bem e pode cumprir sem problemas o papel de reserva de Weverton.

Jailson
Prestes a completar 38 anos, Jailson vive situação semelhante à de Prass: é xodó da torcida e, mesmo já veterano, tem confiança interna no clube. Também tem chance de renovar mais para o final da temporada.

Edu Dracena
Aos 38 anos, o zagueiro pode estar se aproximando do final de sua carreira. Recentemente, afirmou que gostaria de parar de jogar no próprio Palmeiras, mas não especificou quando. O clube deve ir atrás de novos reforços para a defesa no final do ano, o que pode tirar espaço de Dracena.

SANTOS

O meia Vecchio em treino do Santos - Ivan Storti/Santos FC - Ivan Storti/Santos FC
Imagem: Ivan Storti/Santos FC

Caju
O lateral esquerdo esteve emprestado ao Apoel, do Chipre, nesta temporada e retorna para um setor que já conta com duas boas opções no Peixe. Sampaoli, porém, pediu para analisar o jogador já pensando no futuro, uma vez que Jorge está emprestado apenas até o final deste ano. O Santos tenta renovar o contrato do jogador.

Vecchio
O meia argentino não interessa ao Peixe. Apesar de ter ido bem no Al Ahli, dos Emirados Árabes, o jogador sequer chegou a treinar com o grupo quando voltou. O Santos já tem negociações bastante avançadas com um clube dos Emirados Árabes para vender o jogador e não perdê-lo de graça.

SÃO PAULO

Nenê lamenta chance desperdiçada pelo São Paulo contra o Bahia pela Copa do Brasil - Jhony Pinho/AGIF - Jhony Pinho/AGIF
Imagem: Jhony Pinho/AGIF

Nenê
O veterano, de 37 anos, tem vínculo com o São Paulo somente até o fim deste ano e não faz parte dos planos do técnico Cuca. Por isso, a comissão técnica já o liberou para definir o seu futuro. Até o momento, alguns clubes já demonstraram interesse no meia, como Fortaleza, Goiás e Fluminense. No entanto, nenhuma negociação foi adiante. Caso não encontre uma proposta que interesse, ele pode ser reaproveitado no Tricolor paulista.

Willian Farias
O volante é poucas vezes utilizado pelo técnico Cuca e pode ser negociado. Caso apareça algum interessado com uma proposta interessante, o São Paulo não deve dificultar a transferência. Desde o início deste ano no Morumbi, o meio campista, de 30 anos, disputou apenas oito partidas pelo Tricolor paulista.

VASCO

Zagueiro colombiano Oswaldo Henríquez conquistou a confiança do técnico Vanderlei Luxemburgo no Vasco - Rafael Ribeiro / Vasco.com.br - Rafael Ribeiro / Vasco.com.br
Imagem: Rafael Ribeiro / Vasco.com.br

Oswaldo Henríquez
Era completamente preterido pelo ex-técnico Alberto Valentim, até chegar Vanderlei Luxemburgo, que o colocou para jogar pela primeira vez em 2019 e, com o desfalque de Leandro Castan e a fase ruim de Werley, tornou-se titular. O colombiano, inclusive, tem sido muito elogiado por Luxa.

Raul Cáceres
Começou o ano muito bem, tendo destaque no Campeonato Carioca, mas já no fim do Estadual, caiu de produção vertiginosamente. Com Luxa, perdeu a vaga de titular para Yago Pikachu, que voltou a atuar como lateral direito.

Jairinho
Destaque do Bangu no Campeonato Carioca, o atacante foi uma aposta do Vasco, mas até o momento não engrenou.

Vinicius Araújo
Passou mais tempo no departamento médico que em campo no Vasco. Não tem sido aproveitado.

Futebol