PUBLICIDADE
Topo

Flamengo

Pedro, do Fluminense, demonstrou interesse em ouvir projeto do Flamengo

Atacante Pedro foi um dos destaques do Fluminense no ano passado - LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.
Atacante Pedro foi um dos destaques do Fluminense no ano passado Imagem: LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Alexandre Araújo

Do UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

30/06/2019 18h02

Em meio às conversas entre Fluminense e Flamengo pelo atacante Pedro, o clube da Gávea pode ter dado um passo à frente. O próprio jogador demonstrou interesse em, ao menos, sentir e ouvir a proposta e o projeto esportivo que o Rubro-Negro tem a apresentar. A informação foi publicada, primeiramente, pelo site do "Globo Esporte" e confirmada pelo UOL Esporte.

Há alguns dias, o Flamengo enviou ao Fluminense uma proposta que, prontamente, foi negada. De acordo com Mario Bittencourt, presidente do Tricolor, a oferta foi "muito abaixo" da multa rescisória estabelecida em contrato - 50 milhões de euros, cerca de R$ 220 milhões. Nesta mesma entrevista, ele garantiu que, para rivais nacionais, o jogador só deixa as Laranjeiras pela quantia estipulada.

O Rubro-Negro, porém, não desistiu do negócio e já sinalizou a intenção de enviar um novo documento, com valores maiores - algo que pode chegar em torno de 12 milhões de euros (cerca de R$ 51 milhões) pelos 50% dos direitos que estão vinculados ao Fluminense.

Diante da negociação exposta, pessoas que cuidam da carreira do atacante trabalham para que as tratativas possam ganhar mais alguns capítulos. O próprio Pedro demonstrou desejo em ouvir o projeto do Flamengo e, inclusive, teve uma conversa neste sentido com membros do departamento de futebol do Fluminense.

Um ponto que pode pesar negativamente ao clube das Laranjeiras é a questão financeira pela qual atravessa, com o elenco tendo salários e algumas obrigações atrasadas (o camisa 9 está com dois meses na carteira e quatro de direitos de imagem em atraso).

Há a visão, por parte de pessoas próximas a Pedro, de que uma possível proposta de 12 milhões de euros é "nível Europa" e bastante positiva. Proporcionalmente, caso venha a acontecer, seria maior da história do Tricolor (o status, até o momento, pertence a Gerson, que tinha 70% dos direitos ligados ao Flu e foi para a Roma, da Itália, por 16 milhões de euros - cerca de R$ 69 milhões atualmente -, em 2015).

Um valor que foi usado como parâmetro foi o do ano passado, quando Pedro atravessava o melhor momento da carreira e o Real Madrid, da Espanha, teria oferecido em torno de 18 milhões de euros (aproximadamente R$ 78 milhões, em cotação atual) por 100% dos direitos. Nesta temporada, o jogador ainda busca voltar ao auge, após ter tido uma grave lesão em setembro, que o afastou dos gramados por oito meses.

Ainda assim, pelo lado do Fluminense, o demonstrado até aqui é a manutenção da posição já colocada à mesa por Mario Bittencourt, até mesmo por se tratar de um rival.

Ontem (29), antes do jogo-treino entre Flamengo e Madureira, o vice-presidente de Futebol Marcos Braz afirmou que o Rubro-Negro só faria uma segunda proposta caso o Fluminense tivesse o interesse em negociar, lembrando que os clubes têm uma parceria considerada importante na gestão do Maracanã.

Pedro teve passagens pela base do Flamengo, clube que defendeu entre o Sub-11 e o Sub-15. Depois de atuar pelo Duquecaxiense e Artsul, chegou a Xerém em 2013, para o Sub-17. Destaque no Sub-20, foi promovido ao elenco profissional em 2016.

Flamengo