Topo

Esporte


Chile esquece derrota para Uruguai e fala em ir ao ataque contra Colômbia

Vargas e Fuenzalida comemoram gol do Chile contra o Equador - Raul Arboleda/AFP
Vargas e Fuenzalida comemoram gol do Chile contra o Equador Imagem: Raul Arboleda/AFP

Diego Salgado, José Edgar de Matos e José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

26/06/2019 13h23

O Chile tentará reagir na Copa América depois de perder por 1 a 0 para o Uruguai na última rodada da fase de grupos. A ideia dos atuais bicampeões do torneio é justamente esquecer o revés e buscar o conhecido estilo de jogo diante da Colômbia, no duelo que decidirá uma vaga na semifinal - ele acontecerá na próxima sexta-feira (28), às 20h (de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo.

Hoje, em entrevista coletiva, o meia Fuenzalida e o goleiro Arias falaram sobre o confronto. Para o jogador de linha, o Chile encontrou dificuldades contra os uruguaios por causa do estilo de jogo do adversário. Contra a Colômbia, segundo ele, os chilenos precisam retomar a postura dos dois primeiros jogos da Copa América - vitórias sobre Japão (4 a 0) e Equador (2 a 1).

"O jogo contra o Uruguai foi diferente pela maneira como eles jogam, dois atacantes e três atrás. Mas foi um time que criou, jogou para frente e perdeu por condições do jogo. Pelo que se joga, pela necessidade de ganhar, vamos sair para jogar o nosso jogo, para frente", disse Fuenzalida.

O goleiro, por sua vez, ressaltou a importância de neutralizar as jogadas de ataque da seleção colombiana, única que tem 100% de aproveitamento na Copa América e que ainda não sofreu gols.

"Acredito que todos os jogos foram importantes. Este, sem dúvida, é o mais importante. Queremos seguir avançando e brigar pelo título. Um rival que vem muito bem, fez uma grande partida. Não podemos deixá-los jogar, temos que fazer um grande jogo e aproveitarmos quando tivermos as chances", afirmou Arias.

Os chilenos treinam ainda hoje para a partida decisiva da Copa América. Os trabalhos vão acontecer no CT do São Paulo. Amanhã, a seleção faz os últimos ajustes para o duelo.

Mais Esporte