PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Presidente da Conmebol rebate críticas sobre público baixo: “é um recorde”

Presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez no sorteio da Libertadores e da Copa Sul-Americana - Pedro Ivo Almeida/UOL Esporte
Presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez no sorteio da Libertadores e da Copa Sul-Americana Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL Esporte

Do UOL, em São Paulo

22/06/2019 16h10

Alejandro Dominguez, presidente da Conmebol, esteve presente na cabine de transmissão do canal SporTV hoje (22), na Arena Corinthians, para acompanhar a partida entre Brasil e Peru, pela Copa América. Questionado sobre as críticas sobre o baixo público na competição, Dominguez mostrou otimismo.

"Até agora a Copa América se mostrou um sucesso. Vocês vão ver, tem muito mais gente, 15% a mais de público nessa Copa América em relação à última, no Chile. É um recorde. Acho que a Copa América desperta muito interesse nas pessoas. No Brasil, tenho certeza que bateremos recorde de público", afirmou Alejandro Dominguez ao ser questionado pelo narrador Gustavo Villani.

A baixa presença do público nos estádios para as partidas da Copa América vem chamando a atenção. Ontem (21), no duelo entre Equador e Chile, a Arena Fonte Nova teve baixa em sua média na competição após duas partidas com boa presença de público. Apenas 14.727 torcedores compareceram ao estádio para o jogo entre chilenos e equatorianos, aproximadamente 25% da taxa de ocupação do estádio.

O recorde negativo da Copa América deste ano segue sendo entre Peru e Venezuela, na Arena do Grêmio, quando apenas 11.107 pagantes e total de 13.370.

Presidente da Fifa, Gianni Infantino fez viagem relâmpago para ver a partida entre Brasil e Peru em Itaquera, e também conversou com Gustavo Villani. O mandatário elogiou o torneio, chamando a Copa América de "espetacular".

"Só posso ter momentos bons no Brasil. A Copa América é espetacular", afirmou Infantino. O presidente também comentou sobre a partida de amanhã (22) entre França e Brasil, pelas oitavas de final da Copa do Mundo feminina. "Grande jogo, jogo incrível, Brasil e França é um dérbi mundial. Acho que a França tem uma equipe muito forte, mas o Brasil também, com Marta e todas as jogadoras espetaculares", disse.

Futebol