Topo

Futebol


Neymar terá esquema de segurança especial para depor em acusação de estupro

Neymar encarou forte assédio em seu depoimento à polícia do Rio sobre vazamento de imagens íntimas de Najila - Thyago Andrade/AgBrazilNews
Neymar encarou forte assédio em seu depoimento à polícia do Rio sobre vazamento de imagens íntimas de Najila Imagem: Thyago Andrade/AgBrazilNews

Felipe Pereira e Karla Torralba

Do UOL, em São Paulo

13/06/2019 04h00

Neymar chegará hoje (13) à 6ª Delegacia de Direito da Mulher para prestar depoimento sobre a acusação de estupro de Najila Trindade contra ele a partir das 16h com um esquema de segurança especialmente montado para o astro do futebol.

Desde segunda-feira a questão de "como seria feita a segurança do jogador" para a chegada à delegacia é debatido e estudado pelas autoridades dos mais altos patamares da polícia de São Paulo. Um segurança do próprio Neymar também foi à delegacia para conhecer o local.

Um dos motivos de a data do depoimento de Neymar demorar para ser confirmada, inclusive, foi a necessidade de garantir a integridade do jogador. O martelo só foi batido após delegados, policiais e o estafe do jogador aprovarem tudo na última terça (11).

UOL
Imagem: UOL
O funcionário do jogador circulou pelos prédios da 6ª Delegacia de Direitos da Mulher (DDM) e o 11º Distrito Policial e traçou juntamente às autoridades o caminho que será feito por Neymar no terreno das delegacias.

A advogada Maíra Fernandes conversou diretamente com a delegada Juliana Bussacos, que lidera o inquérito, sobre o assunto.

Ficou decidido que assim como no depoimento de Najila Trindade a segurança do terreno da delegacia será feita pelo Grupo de Operações Especiais da polícia, o GOE. No entanto, o efetivo policial será maior.

O caminho que será feito por Neymar até a DDM não é revelado e há expectativa de que o jogador desça de helicóptero em local próximo e siga com seus próprios seguranças para a delegacia. Viaturas policiais acompanharão o percurso.

O acesso ao estacionamento que liga a DDM a outra delegacia e à rua será exclusivo para a imprensa. Carros não serão permitidos e os jornalistas só poderão entrar a pé e com identificação. Nem mesmo viaturas policiais poderão estacionar no lugar como sempre fazem.

Haverá duas grades para conter a presença de curiosos. A primeira para separar o estacionamento da rua e a segunda, mais próxima à delegacia da mulher, para separar o espaço da imprensa. Assim, o jogador, advogados e outros integrantes de seu estafe poderão transitar pelo lugar sem serem cercados por jornalistas e fãs.

Mais Futebol