Topo

Futebol


Cruzeiro volta a bater América no clássico e confirma vaga na final mineira

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

06/04/2019 20h54

Por causa da vitória por 3 a 2 no jogo da ida, o Cruzeiro já estava com sua vaga para a final do Campeonato Mineiro bem encaminhada. Nesta noite de hoje (06), a equipe fez um novo clássico contra o América-MG, agora no Mineirão, e sacramentou sua classificação, triunfando de novo, agora por 3 a 0.

A vaga para a decisão foi definida em menos de 20 minutos, com Léo e Fred balançando as redes e dando fim a qualquer sonho americano de surpreender no Mineirão. No final do jogo, Rafinha marcou o terceiro e fechou a conta. Agora, o Cruzeiro aguarda o vencedor de Atlético-MG e Boa Esporte, que se enfrentam amanhã. No jogo da ida, empate sem gols. Antes de iniciar as finais, a Raposa ainda entra em campo pela Copa Libertadores, quarta, contra o Huracán.

Quem foi bem: quatro jogadores do Cruzeiro se destacaram individualmente no Mineirão. Léo é o único deles que costuma ser regular. Além do gol, mostrou a segurança de sempre na zaga. No meio, Lucas Silva voltou a jogar após três partidas e também se destacou. Por fim, Edilson, que ainda não emplacou de vez na lateral, mostrou um bom futebol e saiu de campo com uma assistência. Menção honrosa também para Fábio, paredão abaixo das traves sempre que foi necessário.

VAR anula gol do América e Cruzeiro marca em seguida

O América começou melhor, primeiro na falta cobrada por Toscano que exigiu boa defesa de Fábio. No lance seguinte, Felipe Azevedo mandou para as redes e o árbitro Leandro Vuaden chegou a validar o gol. Quatro minutos e 30 segundos depois, o gol foi anulado com o auxílio do VAR, e o atacante foi amarelado. Mas o pior ainda estava por vir. O Coelho sentiu o golpe, e o Cruzeiro marcou praticamente no ataque seguinte, com Lucas Silva cruzando na área e Léo subindo bem para abrir o placar.

Coelho volta a repetir erros e Fred é mortal mais uma vez

Desde a derrota no jogo da ida, Givanildo chamou atenção para a falta de concentração do América em erros individuais que culminaram em gols do rival. Mas a equipe voltou a cometer as falhas da semana passada, novamente na saída de bola. Toscano foi desarmado na intermediária defensiva e Edilson cruzou para Fred, sozinho, fazer seu quarto gol nesta semifinal.

Mano orienta Cruzeiro a não forçar, e América joga com honra

Com a classificação praticamente selada dentro de 20 minutos, o Cruzeiro não deixou de atacar, mas tampouco mostrou a mesma intensidade, evitando se desgastar a pedido do próprio Mano Menezes, e concentrando suas descidas em momentos de contra-ataque. Sem nada a perder, o América foi guerreiro, retomou a concentração e voltou a apresentar o futebol do início. Com exceção dos gols, as melhores chances do primeiro tempo foram do Coelho, duas delas em chutes de fora da área que Fábio espalmou.

América volta melhor, mas Cruzeiro fecha a conta com Rafinha

O América melhorou no segundo tempo, a começar pelos erros de passe, agora menos frequentes. Apesar de mais objetivo, os poucos espaços dados pelo Cruzeiro também obrigavam os jogadores do Coelho a se virarem rápido com a bola. Na maioria das vezes, a decisão era por arriscar ao gol. Novamente, algumas delas foram com perigo, mas Fábio, de novo ele, voltou a fazer boas defesas. Agora visivelmente com o pé no freio, o Cruzeiro aguardou mais o rival e ficou engatilhado para descer nos contra-ataques. Foi assim que Rafinha recebeu de Robinho e fechou a conta pouco antes dos acréscimos. 3 a 0 placar final.

Pedro Rocha "profetiza" cenário da semifinal na camisa

Anunciado na terça-feira e apresentado ontem, Pedro Rocha marcou presença no Mineirão e assistiu ao jogo nos camarotes. Na camisa que o atacante usava, a frase estampada traduziu bem a situação do Cruzeiro na semifinal contra o América: "tudo tranquilo".

CRUZEIRO 3x0 AMÉRICA

Motivo: semifinal do Campeonato Mineiro, volta
Data/Hora: 06/04/2019, às 19h (de Brasília)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/FIFA)
Assistentes: Celso Luis da Silva e Anderson José de Morais Coelho
Assistente do VAR: Ivan Carlos Bohn

GOLS: Léo, 14'1ºT (1-0), Fred, 19'1ºT (2-0); Rafinha, 42'2ºT (3-0)
Cartões amarelos: Felipe Azevedo, Zé Ricardo (AME)
Cartão vermelho: Não teve.
Público/Renda: 31.706 pagantes/51.525 presentes/602.177,00.

CRUZEIRO: Fábio; Edilson, Dedé, Léo e Egídio; Lucas Romero e Lucas Silva (Ariel Cabral - 37'2ºT); Robinho , Rafinha e Rodriguinho (Jadson - 29'2ºT); Fred (Raniel - 14'2ºT). Técnico: Mano Menezes.

AMÉRICA: Fernando Leal; Leandro Silva, Diego Jussani, Paulão e João Paulo; Zé Ricardo e Christian; Matheusinho, Marcelo Toscano (Neto Berola - 25'2ºT) e Felipe Azevedo (França - 33'2ºT); Júnior Viçosa (Jonatas Belusso - 25'2ºT). Técnico: Givanildo Oliveira.

Errata: o texto foi atualizado
Diferente do publicado anteriormente, o Cruzeiro venceu o América na noite deste sábado, e não domingo. O erro foi corrigido.
ESPN, Ei PLus e Fox Sports

Assista aos jogos e programas de ESPN, EI Plus e Fox Sports sem TV a cabo.

Mais Futebol