PUBLICIDADE
Topo

Athletico

Athletico estreia na Libertadores sem ter jogado partidas oficiais em 2019

Athletico comandado por Tiago Nunes inicia Libertadores sonhando alto - Gabriel Machado/AGIF
Athletico comandado por Tiago Nunes inicia Libertadores sonhando alto Imagem: Gabriel Machado/AGIF

Do UOL, em Santos (SP)

05/03/2019 04h00

Quase três meses se passaram desde a última vez que o Athletico Paranaense entrou em campo com o time principal. Mas que dia foi aquele. Em 13 de dezembro de 2018, a nação rubro-negra faturava o seu primeiro título internacional: a Copa Sul-Americana. Com a conquista, ganhou o direito de ir direto para a fase de grupos da Libertadores, na qual estreia na noite de hoje, na Colômbia.

O Athletico faz parte do grupo G, ao lado do poderoso Boca Juniors, da Argentina, do Jorge Wilstermann, da Bolívia, e do Tolima, da Colômbia, seu primeiro adversário. O jogo está marcado para as 21h30 (de Brasília) de hoje, no estádio Manuel Murillo Toro, em Ibagué (COL).

Ao menos no papel, o time paranaense chega para a maior competição sul-americana extremamente preparado. São mais de dois meses de trabalho desde a reapresentação pós-título e a preparação teve foco 100% na Libertadores. Além disso, o elenco sofreu poucas perdas (Pablo e Raphael Veiga), e, apesar de não gastar tanto, contratou vários reforços.

Foram oito os jogadores contratados pelo clube paranaense para a temporada 2019: o zagueiro Robson Bambu, o lateral Madson, os meio-campistas Tomás Andrade, Léo Cittadini e Erick e os atacantes Braian Romero, Gabriel Poveda e Marco Ruben - este último destaque do time nos jogos-treino e amistosos preparatórios para a Libertadores.

Mas talvez mais importante que os reforços, o Athletico conseguiu a manutenção de algumas peças-chave do elenco que brilhou no ano passado, como Paulo André, Léo Pereira, Bruno Guimarães e Nikão, além do próprio técnico Tiago Nunes, que encerrou 2018 com dois títulos (Paranaense e Sul-Americana) e chega para 2019 em alta com o grupo.

Apesar de o compromisso contra o Tolima ser o primeiro jogo oficial na temporada, o Athletico já teve alguns testes em 2019. Foram quatro partidas, entre jogos-treino e amistosos, e vitórias em todas elas: 2 a 1 sobre o Guarani, no Brinco de Ouro, 2 a 1 e 3 a 0 contra General Díaz e Guarani, respectivamente, ambos na Arena, e 2 a 0 no Operário-PR, no CT do Caju.

"Voltamos à Colômbia, onde temos boas recordações. Foi um jogo que ficou guardado na memória de todos. Estamos felizes de voltar e enfrentar o Tolima, que é um grande adversário. É também uma responsabilidade. Fomos campeões da Sul-Americana e existe uma atenção maior em relação a nossa equipe. Todos sabem que temos grandes jogadores, com qualidade", afirma o jovem lateral Renan Lodi.

Como o time entra em campo

Para encarar os colombianos, Tiago Nunes não contará com os experientes Jonathan, em fase final de transição após lesão, e Lucho González, que faz uma preparação específica para a temporada. Na lateral, Madson fica com a vaga. Porém, ainda há dúvidas em outras três posições.

Camacho e Wellington disputam um lugar entre os volantes, ao lado de Bruno Guimarães, enquanto Léo Cittadini e Tomás Andrade brigam pela responsabilidade de armar a equipe. Já no ataque, Marcelo Cirino ou Rony dividirão o trio de ataque ao lado de Nikão e Marco Ruben.

FICHA TÉCNICA

TOLIMA-COL X ATHLETICO PARANAENSE

Data: 05/03/2019 (terça-feira)
Horário: 21h30 (de Brasília)
Local: Estádio Manuel Murillo Toro, em Ibagué (COL)
Árbitro: Piero Maza (Chile)
Assistentes: Raul Orellan (Chile) e Edson Cisternas (Chile)

TOLIMA-COL
Alano Monteiro; Castrillo (Juan Arboelda), Quinhones, Vargas e Danovis Banguero; Rafael Carrascal, Carlos Robles e Jason Gordillo (Larri Vasques); Luís Gonzales, Omar Albornoz e Marco Peres
Técnico: Alberto Gamero

ATHLETICO PARANAENSE

Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Renan Lodi; Camacho (Wellington), Bruno Guimarães e Tomás Andrade (Léo Cittadini); Marcelo Cirino (Rony), Nikão e Marco Ruben
Técnico: Tiago Nunes

Athletico