PUBLICIDADE
Topo

Espanhol - 2019

Barcelona pode superar Real pela primeira vez em 87 anos se vencer clássico

Messi comemora após marcar o segundo gol do Barcelona contra o Real Madrid - CURTO DE LA TORRE/AFP
Messi comemora após marcar o segundo gol do Barcelona contra o Real Madrid Imagem: CURTO DE LA TORRE/AFP

Do UOL, em São Paulo

02/03/2019 04h00

Quando entrar no gramado do Santiago Bernabéu para encarar o Real Madrid às 16h45 (de Brasília) de hoje (02), pelo Campeonato Espanhol, o Barcelona pode conseguir algo histórico diante do maior rival. Caso vençam, os catalães terão pela primeira vez em 87 anos mais vitórias do que derrotas contra o time da capital.

Até o momento, de acordo com as estatísticas do "MísterChip", perfil criado por Alexis Martín-Tamayo Blázquez, um dos mais respeitados estatísticos do futebol espanhol, Barça e Real se enfrentaram em 241 ocasiões, com 95 vitórias para cada um e 51 empates. 

A possibilidade de uma liderança catalã no confronto direto se deve ao retrospecto recente, principalmente fora de casa. Desde 2004, o Barcelona venceu 12 vezes em 22 duelos em Madri. Antes, foram apenas 13 conquistas em 74 clássicos na capital. 

A boa fase fora de casa coincide com o período de Lionel Messi defendendo o Barça. Com 11 vitórias, o astro argentino foi o jogador que mais vezes derrotou o Real no Bernabéu na história do Campeonato Espanhol. O retrospecto do atacante é tão bom que parte da imprensa local passou a chamar o estádio de "Jardim de Messi". 

Além disso, o camisa 10 do Barcelona teve atuações inesquecíveis para o torcedor catalão dentro do Bernabéu, como quando marcou dois na goleada por 6 a 2, em 2009. Também teve vitória por 3 a 2, em 2017, quando Messi anotou no último minuto, tirou a camisa e mostrou para os torcedores do rival. 

Como se não bastasse a possibilidade de liderar o confronto direto, uma vitória também pode deixar o Barcelona mais perto do título Espanhol. Com 57 pontos, o clube catalão tem sete de vantagem para o vice-líder Atlético de Madri e nove em relação ao Real, terceiro colocado.