PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tite justifica ausência de Marcelo e diz ter "3 laterais extraordinários"

Do UOL, em São Paulo

28/02/2019 12h00

O técnico Tite justificou a ausência de Marcelo na convocação da seleção brasileira apresentada hoje citando ter "três laterais extraordinários" à disposição. Para os duelos de março contra Panamá e República Tcheca, o treinador optou por Filipe Luís e Alex Sandro para a lateral esquuerda, mas não relacionou a ausência do antigo titular ao momento de instabilidade no Real Madrid.

"Sei o que Willian, Fernandinho, Renato (Augusto), Paulinho e Marcelo me dão. Eu tenho três laterais do mais alto nível. Continua do mesmo jeito. Três laterais extraordinários. O momento, a construção é que acaba determinando por um fio de cabelo. Agora é a oportunidade para uns e outros para competir", disse.

Marcelo atravessa um momento complicado no Real Madrid, perdendo espaço Sergio Reguilón nas últimas partidas do clube. É especulada pela imprensa espanhola, inclusive, uma possível saída do brasileiro ao final da temporada europeia, tendo como possível destino a Juventus.

Tite, no entanto, disse que jogadores que não foram convocados para os amistosos não estão descartados para a Copa América. 

"Ela (a lista) fica de novo naquela abertura de que não está fechado. Eu luto contra as minhas manias, mas tenho uma comissão técnica que faz bastante contraponto, eu peço para que eles venham com argumentos profundos, sem coisas rasas. Nisso está o desempenho, mas não está fechado", disse.

Entre estes nomes está o de Fernandinho, meio-campista que estava cotado para a convocação, mas se machucou no Manchester City e ficará afastado por cerca de um mês. O jogador foi um dos mais criticados na derrota para a Bélgica nas quartas de final da Copa do Mundo da Rússia e não foi convocado desde então.

"A respeito de Fernandinho, ele tem uma situação de estar de corpo e alma, de voltar à seleção. Vai ser no momento final. Mas eu não descarto nem o jovem e nem o cara que está mais tempo rodado. Não fecho mesmo", disse.
 

Futebol