PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Executivo de futebol cita família e pode deixar Grêmio em 2019

Executivo André Zanotta pode deixar o Grêmio logo após virada do ano - Lucas Uebel/Grêmio
Executivo André Zanotta pode deixar o Grêmio logo após virada do ano Imagem: Lucas Uebel/Grêmio

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

11/12/2018 18h01

O Grêmio pode perder uma peça importante fora de campo nos próximos dias. André Zanotta, gerente executivo do clube, tem o desejo de deixar Porto Alegre e voltar a São Paulo por questões familiares. A saída ainda não está selada e até a definição o profissional continuará com as atribuições.

A informação foi divulgada pelo jornal Zero Hora e confirmada ao UOL Esporte por pessoas ligadas à diretoria do Grêmio.

Aos 39 anos, André Zanotta está ocupa o cargo remunerado no futebol do Grêmio desde março de 2017 e tem papel estratégico no clube gaúcho.

É ele quem toca as negociações de saídas e chegadas do clube há meses. Ganhou ainda mais notoriedade ao longo de 2018, quando participou ativamente da montagem do elenco e gerenciamento do dia a dia do clube.

Mesmo com a possibilidade de deixar o Grêmio até o início de 2019, André Zanotta segue envolvido com as tratativas por reforços. Ao lado de Carlos Amodeo, CEO do clube gaúcho, o executivo de futebol tem mantido diálogo com empresários e jogadores.

Além de motivos particulares, o profissional foi sondado por outras equipes. Ainda assim, o ponto apresentado aos dirigentes do Grêmio é o lado familiar. Com residência em São Paulo, Zanotta tem permanecido em Porto Alegre sozinho.

André Zanotta e Grêmio combinaram que o profissional dará sua posição sobre o futuro ainda em dezembro. O clube ainda analisa qual estratégia adotará caso a saída se confirme.

Futebol