PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Lateral do Corinthians volta da seleção sub-20 com moral para virar titular

Carlos Augusto em ação contra o São Paulo; lateral deve ser titular neste domingo - Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians
Carlos Augusto em ação contra o São Paulo; lateral deve ser titular neste domingo Imagem: Rodrigo Gazzanel/Ag. Corinthians

Arthur Sandes

Do UOL, em São Paulo

23/11/2018 04h00

Se o Corinthians vive má fase e deixa a desejar em 2018, o mesmo não pode ser dito sobre Carlos Augusto. O lateral de 19 anos não jogou os três últimos compromissos da equipe porque esteve com a seleção brasileira sub-20 para dois amistosos contra a Colômbia. Agora, deve retomar os treinos para encerrar a temporada como titular.

Com apenas seis jogos como profissional, Carlos Augusto desbancou Danilo Avelar para assumir uma posição que vinha sendo muito disputada desde a saída de Guilherme Arana. A lista de jogadores testados na função começou com Juninho Capixaba, Guilherme Romão e até Maycon improvisado. Depois, a lateral esteve sob responsabilidade de Sidcley, mas este logo acabou vendido pelo Atlético-PR, que o havia emprestado, ao futebol ucraniano. Com Avelar muito questionado, o garoto "pediu passagem", ganhou oportunidade e correspondeu.

O moral de Carlos Augusto é tamanho no Corinthians que nessa quarta-feira (21) o clube montou uma logística especial para que o lateral retornasse a tempo de estar na delegação que participou da derrota para o Atlético-PR. Ele foi liberado pela seleção sub-20 de manhã, em Goiânia, e viajou direto para Curitiba, mas não saiu do banco porque havia jogado no dia anterior.

Enquanto o titular esteve fora, Avelar não agarrou sua chance - pelo contrário. Na derrota para o Cruzeiro, na quarta-feira passada (14), trombou com Douglas e assim deu início ao lance do gol adversário. Três dias depois, na vitória sobre o Vasco, agarrou Marrony dentro da área e por sorte não viu a arbitragem marcar pênalti. Contra o Atlético-PR, o erro na bola parada foi coletivo.

Carlos Augusto, por outro lado, volta ao Corinthians um degrau acima de seu concorrente. Na seleção brasileira sub-20 ele teve pouco destaque, é verdade, mas não falhou. No primeiro amistoso contra a Colômbia, foi bastante seguro e fez desarmes importantes principalmente quando o time adversário multiplicou as jogadas pelas pontas. No segundo jogo foi mais discreto, mas também não comprometeu.

Ele trata a convocação como "uma honra" e vê o trabalho rotineiro como a base de seu sucesso recente. "É por isso que trabalhamos muito todos os dias. Estou me dedicando muito no Corinthians e fico feliz por novamente ser convocado", disse, antes de entrar em campo pela seleção.

O lateral deve compor a defesa corintiana neste domingo (25), quando o time de Jair Ventura recebe a Chapecoense na Arena pela 37ª e penúltima rodada do Campeonato Brasileiro.

Futebol