PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Petraglia nega mudança de nome do Atlético-PR: "Era para chamar a atenção"

Petraglia negou qualquer chance de alterar o nome do Atlético-PR - Reprodução/TV CAP
Petraglia negou qualquer chance de alterar o nome do Atlético-PR Imagem: Reprodução/TV CAP

Napoleão de Almeida

Colaboração para o UOL

19/11/2018 09h37

O presidente do Conselho Deliberativo do Atlético-PR, Mario Celso Petraglia, se desculpou com os torcedores do clube e garantiu que não haverá nenhuma mudança de nome ou cores do clube no novo projeto de identidade visual a ser lançado ao final do ano.

“Buscávamos chamar a atenção de vocês e da mídia”, revelou o dirigente.

As frases, repercutidas em boa parte da imprensa, fizeram com que torcedores e conselheiros se manifestassem contra Petraglia, com ofensas e até ameaças nas redes sociais.

“Peço desculpas pelas brincadeiras e respostas muitas vezes sem nexo”, assumiu o cartola, “Temos nos divertido muito”.

O UOL Esporte antecipou em agosto a mudança do escudo do clube, que será acompanhada de uma nova mascote e de uma camisa especial. O site teve acesso a um esboço não oficial da ideia, considerada pelas pessoas que viram o original “algo muito próximo do que será lançado”. Uma das diferenças está no CAP em estilo gótico, tradicional desde a fundação do clube, em 1924, que será retratado de outra forma.

Fundado após a fusão de dois clubes ainda nos anos 20 do século passado, o Clube Atlético Paranaense usa o vermelho do América e o preto do Internacional. O clube sempre foi conhecido como “Atlético” na comunidade local, assim como os xarás de Minas Gerais e Goiás, e diferente de outros exemplos no Brasil, como o Bragantino, ou fora, como River Plate ou Boca Juniors.

O estatuto do clube determina que o nome, as cores e o hino são patrimônios culturais e não podem ser modificados. O lema do clube vem de uma estrofe do hino: “A camisa rubro-negra só se veste por amor”.

Futebol