PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Conselho aprova e Botafogo antecipará quase R$ 20 milhões da Globo

Presidente Nelson Mufarrej tem tido problemas para manter as contas em dia no Botafogo - Thiago Ribeiro/AGIF
Presidente Nelson Mufarrej tem tido problemas para manter as contas em dia no Botafogo Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Bernardo Gentile

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/10/2018 04h00

O conselho deliberativo do Botafogo aprovou em uma reunião na noite de terça-feira (16) o adiantamento de R$ 18,8 milhões referentes a parte do direito de transmissão do Campeonato Carioca de 2020 e 2021 – 12% e 13%, respectivamente. O dinheiro é de fundamental importância para que o Alvinegro consiga pagar salários atrasados de jogadores e funcionários e garantir ainda pagamentos subsequentes.

O adiantamento, no entanto, foi muito criticado pela oposição, preocupada com o futuro do Botafogo. Vale ressaltar que, com a aprovação, o presidente Nelson Mufarrej pegou parte da verba de fora da sua gestão, que termina em mais duas temporadas.

A folha salarial do Botafogo é de R$ 3,5 milhões e fica claro que o dinheiro não será suficiente para resolver os problemas em 2018. Isso porque o time deve agosto e setembro e ainda precisa pagar outubro, novembro e dezembro – sem contar décimo terceiro e férias.

O Botafogo, portanto, precisará de novas receitas. A possibilidade mais concreta é a venda de atletas. Igor Rabello e Matheus Fernandes estão valorizados, mas nenhuma proposta chegou até o momento, o que motivou o pedido de adiantamento. O Alvinegro contava com a venda dos dois jogadores para evitar problemas durante a temporada, o que não ocorreu.

Caso a situação não mude até dezembro, o Botafogo, então, deverá ter que recorrer a novo adiantamento para pagar jogadores e funcionários do clube. A diretoria tenta a todo custo evitar a prática, mas fica de mãos atadas ao não gerar dinheiro, principal problema do grupo “Mais Botafogo” desde que assumiu o clube, em 2015.

Futebol