PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Alberto Valentim diz que dono do Pyramids quis escalar time por telefone

Carlos Gregório Júnior / Flickr do Vasco
Imagem: Carlos Gregório Júnior / Flickr do Vasco

Do UOL, em São Paulo (SP)

05/10/2018 16h14

Técnico do Pyramids por apenas três partidas do Campeonato Egípcio, o técnico Alberto Valentim revelou que o dono do clube, o bilionário saudita Turki  al-Sheikh, exigiu por telefone, em mais de uma ligação, que ele fizesse alterações na escalação da equipe.

Os contatos, de acordo com o atual treinador do Vasco, ocorreram por Facetime, ferramenta que permite chamadas em vídeo via celular. Valentim negou a sugestão do dirigente, que pediu a saída do atacante brasileiro Ribamar, e perdeu o emprego horas depois vencer o El Geish por 2 a 1 - Ribamar anotou os gols do triunfo.

O motivo da raiva de Turki al-Sheikh, que também é presidente da Autoridade Geral Esportiva da Arábia Saudita, foi um gol perdido pelo atacante brasileiro no fim da partida anterior, em que o Pyramids empatou em casa com o El Entag El Harby por 1 a 1.

"No segundo jogo, em casa, empatamos por 1 a 1, e o Ribamar perdeu um gol dentro da área. Tivemos uma semana para trabalhar, e faltando dois dias para o próximo jogo o intérprete me liga e diz que o ministro (al-Sheikh) queria falar comigo. Era 1 hora da manhã. O ministro pediu para eu tirar Ahli e Ribamar. O Ahli é da seleção egípcia, muito bom zagueiro por sinal. Falou isso por Facetime. Chamei o intérprete e disse: avise para ele que eu não trabalho assim. Treinei o time assim, tenho alguns princípios e responsabilidade com os jogadores", lembrou Valentim em entrevista exibida pelo SporTV nesta sexta-feira (5).

"Eu disse que não ia tirar. Mais tarde, ele ligou de novo e pediu para tirar só o Ribamar. Eu disse que não ia tirar. No dia seguinte, eu estava saindo do banco com o intérprete e me ligaram de novo, pedindo de novo para eu tirar o Ribamar. Disse que não ia tirar ninguém àquela altura. Ganhamos o jogo com dois gols de Ribamar. Depois do jogo, soube que o (Ricardo) La Volpe foi encontrar com o ministro de jatinho e eu já estava demitido", afirmou.

O argentino La Volpe, que havia sido contratado como diretor esportivo do Pyramids, assumiu o comando da equipe com a saída de Valentim. Já Ribamar foi emprestado ao Ohod Al-Medina, da Arábia Saudita, após o incidente.

Valentim lembrou que o convite para comandar o Vasco ocorreu enquanto ainda estava no Egito resolvendo pendências da rescisão contratual. "Recebi tudo direitinho, graças a Deus. Tive de esperar uma semana ainda para resolver", afirmou o treinador.

Futebol