PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Saídas de dirigentes seguem no Flamengo: Antonio Tabet entrega o cargo

Antonio Tabet ao lado do presidente Eduardo Bandeira de Melllo na sede da Gávea - Gilvan de Souza/ Flamengo
Antonio Tabet ao lado do presidente Eduardo Bandeira de Melllo na sede da Gávea Imagem: Gilvan de Souza/ Flamengo

Do UOL, no Rio de Janeiro

17/09/2018 18h15

O clima na diretoria do Flamengo é de “fim de festa”. Nesta segunda-feira (17), Antonio Tabet, fundador do Kibeloko e do Porta dos Fundos, entregou a pasta de Relações Externas. É mais uma perda recente na gestão Eduardo Bandeira de Mello, que vive grave turbulência com a proximidade da eleição para o principal cargo do clube, em dezembro.

O cenário de saídas já havia sido antecipado no dia 11 de agosto pelo UOL Esporte. Outros integrantes da diretoria podem seguir o caminho nas próximas semanas, seja por insatisfação com a condução do mandatário ou simplesmente por apoio ao candidato de oposição Rodolfo Landim. A informação do desligamento de Tabet foi publicada pelo Globoesporte.com e confirmada pela reportagem.

Nos últimos dias, Mário Esteves, presidente do Conselho Fiscal e amigo de Bandeira, comunicou que ficará ao lado de Landim na eleição. A decisão mostra o tamanho da insatisfação nos bastidores, já que se trata de uma figura de destaque no grupo político SóFla (Sócios Pelo Flamengo).

As baixas se acumulam recentemente. Depois das saídas de alguns vice-presidentes e de diretores remunerados, Bandeira de Mello exonerou o vice de Patrimônio Histórico Roberto Diniz em razão da manifestação pública do seu grupo, o FAT (Flamengo Acima de Tudo), a favor de Landim.

Nos bastidores da Gávea, Landim tem o apoio de sete dos 12 grupos políticos que compõem o cenário eleitoral: FAT (Flamengo Acima de Tudo), Sinergia, Ideologia, FLAFUT, FLA +, Fla Raiz e Garden.

Futebol