Topo

Futebol


Com olé e show de Asensio, Espanha faz 6 a 0 na Croácia na Liga das Nações

Do UOL, em São Paulo

11/09/2018 17h39

Teve olé, grande atuação de Asensio e a segunda vitória da Espanha na Liga das Nações. E que vitória! Nesta terça-feira (11), a equipe aplicou uma expressiva goleada por 6 a 0 sobre a Croácia, atual vice-campeã do mundo, e se consolidou ainda mais como líder do grupo 4 da competição.

O jogador do Real Madrid foi o melhor em campo e participou diretamente de cinco gols. Marcou um, provocou o gol contra de Kalinic e deu três assistências. O único que não teve sua assinatura foi o primeiro, de Saúl.

Enquanto Inglaterra e Croácia seguem sem pontuar, a seleção espanhola lidera com seis pontos. Os ingleses serão os adversários de espanhóis e croatas nos próximos jogos: em 12 de outubro, a Croácia encara os britânicos; na mesma semana, no dia 15, a Espanha volta a enfrentar a Inglaterra.

Em partida disputada no mesmo horário, mas pelo grupo 2, a Bélgica derrotou a Islândia por 3 a 0. Eden Hazard (de pênalti) e Lukaku (duas vezes) fizeram os gols.

O melhor: Asensio

Heino Kalis/Reuters
Imagem: Heino Kalis/Reuters

O jovem jogador é visto como esperança do Real Madrid pós-Cristiano Ronaldo, mas é tratado como promessa ainda maior pela seleção espanhola. A equipe tenta se reconstruir após se frustrar nas Copas de 2014 e 2018 e pode ter em Asensio a figura de um líder.

O futuro é imprevisível, mas é certo que o atleta liderou a vitória desta terça-feira. Se a Espanha fez 6 a 0, dá para dizer que só Asensio participou diretamente do 5 a 0, já que ele só não teve ligação direta com a jogada do primeiro gol. Marcou o segundo, atento à bobeada da zaga croata, e chutou bem para provocar o gol contra de Kalinic.

Asensio ainda deu assistência para Rodrigo marcar o quarto. Herói da virada sobre a Inglaterra, o brasileiro naturalizado espanhol voltou a brilhar nesta terça, ao se desmarcar para receber passe do camisa 20 e chutar na saída do goleiro.

Não satisfeito com o que já tinha feito, Asensio decidiu que precisava deixar sua autoridade em campo mais clara. Dono da bola, bateu escanteio pela esquerda e encontrou a cabeça de Sergio Ramos, que tocou para fazer o quinto gol.

Por fim, aos 24, deu a Isco o passe para fechar a conta: 6 a 0.

O pior: Rakitic

Jose Jordan/AFP
Imagem: Jose Jordan/AFP

O nervosismo era claro. Aos 39 do primeiro tempo, Rakitic deixou o corpo para trombar com Nacho e discutiu. O jogador costuma comandar o meio do Barcelona com propriedade, mas, ao enfrentar os espanhóis que conhece tão bem, não foi sombra do que sabe que pode ser.

O segundo gol da Espanha contou com falhas de mais de um croata, mas o passe de Kovacic no campo de defesa parecia ter Rakitic como destino. O camisa 7, volante, não deu um único passo para alcançar a bola e deixou Asensio livre para anotar um golaço.

Ironicamente, Rakitic foi homenageado antes do apito inicial por ter completado 100 jogos com a camisa da Croácia nesta terça-feira. Ele lamentará o fato de que a Espanha não acompanhou a festividade.

Saúl abriu o caminho

Heino Kalis/Reuters
Imagem: Heino Kalis/Reuters

Depois de marcar na vitória contra os ingleses e despontar como uma das principais opções ofensivas da Espanha, Saúl aproveitou uma jogada muito bem construída para tocar de cabeça e balançar a rede de Kalinic. O primeiro de seis gols.

Tudo começou com Sergio Ramos, que levantou a cabeça e, com classe, lançou Carvajal pela direita do ataque. O lateral é seu colega de Real Madrid e parece entendê-lo bem, como mostrou ao dominar a bola com facilidade antes de cruzar bonito para Saúl.

Croácia se reapresenta e ouve olé

Alberto Saiz/AP
Imagem: Alberto Saiz/AP

Muita coisa mudou para a Croácia nos últimos meses. Além de a seleção ter conquistado o segundo lugar da Copa do Mundo, o craque Luka Modric ainda recebeu o prêmio de melhor jogador da temporada europeia. Ou seja, havia a pressão de se reapresentar bem.

Pressão que parecia sob controle durante os primeiros 20 minutos, antes da saída de Vrsaljko (leia mais abaixo), mas já tinha desmoronado na altura dos 35 do primeiro tempo. Aos 15 do segundo, ouviu olé e aturou a completa festa espanhola no estádio. Modric foi apagado.

Time desmorona com saída de Vrsaljko

Heino Kalis/Reuters
Imagem: Heino Kalis/Reuters

Visto por muitos como o melhor lateral direito da Copa do Mundo, Vrsaljko naturalmente poderia ser um dos pilares da Croácia. E de fato fez boas jogadas enquanto esteve em campo, mas sentiu dores no joelho esquerdo antes dos 20 do primeiro tempo e teve de sair com uma careta. Deste ponto em diante, o time se fragilizou muito.

Espanha lidera grupo difícil

Denis Doyle/Getty Images
Imagem: Denis Doyle/Getty Images

É evidente que a Espanha leva vantagem na tabela por um motivo óbvio: é a única seleção do grupo 4 que já disputou duas partidas. Inglaterra e Croácia só jogaram uma cada (e justamente contra os espanhóis).

Mesmo assim, a Fúria não pode ser ultrapassada pelas adversárias tão cedo; quem vencer o confronto direto entre Croácia e Inglaterra no dia 12 de outubro só chegará a três pontos.

FICHA TÉCNICA
ESPANHA 6 X 0 CROÁCIA

Data e hora: 11 de setembro de 2018, às 15h45 (de Brasília)
Local: Estádio Manuel Martínez Valero, em Elche (Espanha)
Árbitro: Benoit Bastien (França)
Auxiliares: Hicham Zakrani e Frederic Haquette (ambos da França)
Cartões amarelos: Santini, Brozovic (Croácia)
Gols: Saúl, aos 23 minutos, Asensio, aos 32, Kalinic (contra) aos 34 do primeiro tempo, Rodrigo, aos 3 do segundo, Sergio Ramos, aos 11, e Isco, aos 24 (Espanha)

ESPANHA: De Gea; Carvajal (Azpilicueta), Nacho, Sergio Ramos e Gaya; Saúl (Thiago), Busquets (Rodri), Ceballos; Asensio, Rodrigo e Isco
Técnico: Luis Enrique

CROÁCIA: Kalinic; Vrsaljko (Rog), Mitrovic, Vida e Pivaric; Rakitic, Brozovic (Pjaca), Kovacic, Modric e Perisic; Santini (Livaja)
Técnico: Zlatko Dalic

Mais Futebol