PUBLICIDADE
Topo

Futebol

"Efeito Copa" afeta futebol europeu e ajuda jovens reforços brasileiros

Beatriz Cesarini

Do UOL, em São Paulo

08/08/2018 04h00

Principal campeonato de futebol disputado entre seleções, a Copa do Mundo impactou diretamente os clubes europeus. Um dos efeitos do Mundial da Rússia foi a abertura de espaço para jovens reforços brasileiros, que se destacaram em clubes como Real Madrid e Barcelona.

Desde o dia 20 de julho, as equipes da Europa começaram a preparação para a temporada 2018/19. Manchester City, Barcelona, Juventus, Real Madrid e PSG, entre outros, partiram para uma sequência de amistosos sem alguns de seus principais jogadores, que estiveram de férias porque defenderam suas respectivas seleções na Copa do Mundo.

Com isso, os brasileiros recém-contratados souberam aproveitar o momento e acabaram se dando bem. Sem estrelas como Lionel Messi, Luis Suárez e Rakitic, o Barcelona contou com Arthur e Malcom. A dupla brasileira se destacou nos amistosos e ganhou projeção nos duelos contra Tottenham, Roma e Milan. O ex-Bordeaux já balançou as redes contra a Roma e o ex-Grêmio marcou contra o Tottenham. Esse espaço de destaque às vésperas da bola rolar para valer facilita a vida de ambos, que talvez teriam vida mais difícil se todos os concorrentes estivessem à disposição. 

No Real Madrid, o caso é parecido. Na Copa do Mundo, Isco e Marco Asensio defenderam a seleção da Espanha e Modric, a da Croácia. Portanto, eles se reapresentaram à pré-temporada do Real Madrid mais tarde. Quem ganhou espaço foi Vinicius Jr. O jovem de 18 anos de idade estreou pela equipe merengue em 31 de julho, contra o Manchester United, e já impressionou.

No amistoso contra a Juventus, no último sábado, Vinicius Jr entrou no segundo tempo, deu uma assistência e ajudou o Real Madrid a superar os italianos de virada por 3 a 1.

Vinícius Jr. encara a marcação durante amistoso de pré-temporada do Real Madrid - Jasen Vinlove-USA TODAY - Jasen Vinlove-USA TODAY
Vinicius Jr. (dir) tem atuado pelo Real Madrid Castilla, assim como Casemiro
Imagem: Jasen Vinlove-USA TODAY

Outro brasileiro também teve a oportunidade de mostrar suas qualidades: Fred, contratado pelo Manchester United antes da Copa. Mas o caso é diferente dos reforços dos times espanhóis. O meio-campista defendeu as cores da seleção brasileira e se apresentou ao novo clube em 27 de julho e já foi acionado no dia seguinte.

Pogba ainda estava de férias, porque atuou pela seleção da França, campeã da Copa do Mundo. Com isso, Fred mal chegou e já fez sua estreia pelo United em amistoso contra o Liverpool.

No mesmo jogo, que teve vitória do Liverpool por 4 a 1, um suíço seguiu os mesmos moldes dos brasileiros. Com as ausências de Firmino e Salah, o recém-contratado Xherdan Shaqiri roubou a cena no clássico inglês com um golaço de bicicleta e uma assistência. O jogador foi bem na Copa do Mundo e foi contratado pelo clube inglês por 13 milhões de libras (cerca de R$ 66 milhões).

Fred, do Manchester United, em ação durante amistoso de pré-temporada - AP Photo/Brynn Anderson - AP Photo/Brynn Anderson
Imagem: AP Photo/Brynn Anderson

Negociações se arrastam até hoje

As competições nacionais estão prestes a começar na Europa. Mas, justamente por causa da Copa do Mundo, algumas negociações no mercado da bola se arrastam até hoje.

É o caso do goleiro da Bélgica, Thibaut Courtois. O arqueiro estava de férias após a participação no Mundial da Rússia, mas já deveria ter retornado ao Chelsea. Especulações da imprensa internacional afirmam que o jogador aproveitou o descanso para negociar sua saída do time inglês para o Real Madrid.

No clube merengue, Luka Modric ainda não definiu seu futuro. O croata estaria negociando sua ida para a Internazionale de Milão, mas vem enfrentando impasses com os valores impostos pela diretoria do Real.

O agito segue no time espanhol. Segundo a imprensa espanhola, Mateo Kovacic decidiu que não voltaria mais a treinar com o Real Madrid. O croata pretende deixar a equipe para buscar novas oportunidades.

O futuro de Willian também foi discutido. O brasileiro teve seu nome especulado em times como Barcelona, Manchester United e Real Madrid e o atraso do jogador para se apresentar à pré-temporada teriam aumentado os rumores de uma possível saída. Apesar disso, a assessoria do atacante explicou que ele sofreu problemas com o passaporte.

Futebol