PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Sánchez perde exame antidoping e causa confusão na Inglaterra, diz jornal

Imagem usada pelo United no anúncio da contratação de Sánchez - Twitter/Reprodução
Imagem usada pelo United no anúncio da contratação de Sánchez Imagem: Twitter/Reprodução

Do UOL, em São Paulo

26/01/2018 08h15

De acordo com reportagem do jornal inglês "Telegraph", a transferência de Alexis Sánchez do Arsenal para o Manchester United ganhou uma polêmica de última hora. O atacante chileno não se apresentou para exame antidoping no dia em que concluiu a negociação, o que pode até mesmo resultar em punição para o jogador e os clubes envolvidos.

Sánchez era esperado para teste nessa quarta-feira (24), dia em que foi anunciado como reforço do United. Por isso, foi aberto um inquérito pela Associação de Futebol da Inglaterra (FA) para avaliar se o jogador infringiu o regulamento antidoping da entidade.

A princípio, não há evidências de má fé no caso, e acredita-se que os clubes simplesmente esqueceram de avisar que Sánchez não poderia comparecer ao exame. Como é de responsabilidade das partes justificar razões de faltas no controle antidoping, o cenário mais pessimista possível diz que o atacante pode ficar suspenso por 12 meses em caso de punição severa.

Na última temporada, Manchester City e Bournemouth receberam multas de 35 mil libras (cerca de R$ 157 mil, na cotação atual) por não justificar faltas de seus jogadores a exames antidoping. Na época, a FA recebeu críticas pela punição, considerada branda demais.

Procurados pela reportagem do "Telegraph", United, Arsenal e a FA não quiseram se pronunciar sobre o caso. Já Arsène Wenger, técnico do clube londrino, saiu em defesa do ex-comandado.

"Segunda-feira, tinha muita coisa acontecendo, era um dia especial para Alexis Sánchez. Você precisa fazer sua papelada e viajar. Ele ainda era nosso jogador ou não? Você não sabe. Foi apenas um dia ruim para ele ser testado. Honestamente, no lado administrativo, era nossa responsabilidade porque ele não havia se transferido. Não sei o que realmente aconteceu. Estou tranquilo porque não temos nada a esconder aqui, sempre fazemos o nosso melhor para cooperar com o controle antidoping. A intenção de Alexis  não era esconder nada, e não temos nada a esconder", declarou o treinador. 

Futebol