PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Carille ressalta vantagem, mas admite falhas do Corinthians no 2º turno

Carille voltou a falar da vantagem do líder e dos erros do time no segundo turno - Rodrigo Gazzanel/Corinthians
Carille voltou a falar da vantagem do líder e dos erros do time no segundo turno Imagem: Rodrigo Gazzanel/Corinthians

Do UOL, em São Paulo

27/10/2017 12h42

O técnico Fábio Carille não cede à pressão em meio a resultados ruins. Na manhã desta sexta-feira, o treinador do Corinthians reiterou que a vantagem do líder do Campeonato Brasileiro ainda é considerável. Apesar disso, ele ligou o sinal de alerta e admitiu que está faltando algo a mais para a equipe no segundo turno.

"Acredito muito [na retomada] e estou confiante. Lá no início, se perguntassem: Você quer chegar na 30ª rodada com 6 pontos de vantagem? Claro. Vamos trabalhar, mas a vantagem é boa", disse o treinador.

"Em pontos corridos, todos os jogos são decisivos. Estamos com essa vantagem porque fomos decisivos. Está faltando algo a mais. No começo, eu queria virar o turno com 35 pontos. Foi acima do esperado. O segundo está abaixo", completou Carille.

O treinador falou especificamente da Ponte Preta, adversário do próximo domingo em Campinas. De acordo com ele, um dos problemas do Corinthians é o erro de passe no meio-campo.

"Não é físico, é questão de erros de passe. Quando você erra passes simples, o adversário se monta contra você. Se a Ponte vier com Léo Gamalho, vem com menos transição. Se vier com Lucca, Sheik e Danilo, vem para o erro", ressaltou Carille, que frisou ainda o trabalho da comissão técnica nos últimos dias.

"Concentração é trabalhar, é a comissão passar todos os detalhes. Você tem de saber contra quem você vai jogar. Quanto mais você fala do adversário, mais você deixa eles preparados. Já tomamos gols que levamos de surpresa que fiquei quieto. Acontece. Mas tudo o que eu trabalho, tenho liberdade para cobrar", afirmou.

O Corinthians somou apenas um ponto nos últimos três jogos e viu sua vantagem derreter. O Palmeiras conseguiu tirar oito pontos nesse período, enquanto o Santos diminuiu a diferença em quatro pontos. O líder soma 59 pontos, contra 53 dos rivais.

Futebol