PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ex-jogadora denuncia a jornal casos de assédio na seleção sueca de futebol

A ex-jogadora da seleção da Suécia Gunilla Axén - Reprodução/Facebook
A ex-jogadora da seleção da Suécia Gunilla Axén Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

22/10/2017 23h16

A ex-atacante da seleção sueca de futebol Gunilla Axén, 50, disse que foi vítima de assédio sexual por jogadores da equipe de homens. Ela denunciou o caso em uma entrevista ao jornal “Aftonbladet”, do país, publicada neste domingo (22).

A ex-jogadora afirmou que foi assediada por três atletas “muito conhecidos” da seleção masculina, entre 2004 e 2005, enquanto ocupava um cargo burocrático na SvFF (Associação Sueca de Futebol). Ela, porém, não revelou a identidade dos abusadores.

“Eles enviaram três vezes fotos de pênis. Me escreviam: ‘bom dia, Gunilla, e me mandavam os pênis”, disse.

A ex-atacante ainda afirmou que não foi a única pessoa a sofrer assédio sexual dentro da SvFF e que o caso era de conhecimento de dirigentes. “O presidente e o conselho diretivo sabem o que aconteceu, mas preferiram se omitir.”

Em nota, a entidade do esporte no país declarou que as ações denunciadas por Axén são “inaceitáveis e completamente incompatíveis com os valores da Associação Sueca de Futebol”. “Sempre vamos contrariar as formas de discriminação”.

A SvFF também informou que analisará a denúncia da ex-jogador e que criará uma comissão com o objetivo de investigar tomar “medidas cabíveis”.

Futebol