PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Ataque de quero-quero e gol de placa de Kazim: Corinthians tem dia "leve"

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

29/09/2017 17h25

Diante da pressão pela queda de rendimento no segundo turno, apesar da confortável liderança na tabela do Campeonato Brasileiro, o Corinthians viveu uma sexta-feira leve. A comissão técnica comandou um trabalho setorizado (por posições) e um animado rachão na penúltima atividade antes da viagem a Belo Horizonte, local da partida contra o Cruzeiro.

Em um dia de ambiente leve e muita brincadeira, especialmente no popular "rachão", dois fatos chamaram a atenção. O primeiro ocorreu durante o treino de finalizações, que teve o início adiado por um "ataque" de quero-quero sobre os goleiros Cássio e Caíque.

A pressão dos animais havia justificativa: um funcionário do Corinthians encontrou um ninho na pequena área. Somente depois de retirados os filhotes, seguramente transportados para fora do campo, a atividade começou. Cássio ainda precisou espantar os "adultos" com água.

Depois do trabalho específico, o grupo realizou um animado rachão. O turco Kazim, alçado ao posto de titular para o próximo fim de semana em virtude da lesão de Jô, anotou um belo gol de calcanhar; o camisa 18, mesmo em um mau momento e criticado, se apresentou como um dos mais animados na atividade.

Com o clima leve, não faltaram as "cornetas" no treinamento, como as constantes cobranças para o jovem Carlinhos marcar, s reclamações sobre a atuação de Moisés ou os questionamentos em relação à arbitragem do auxiliar Fabinho. Obviamente, tudo na base da brincadeira

O Corinthians ainda tem mais uma atividade antes da partida contra o Cruzeiro. A equipe retorna ao trabalho na manhã deste sábado, quando Fábio Carille definirá o grupo que viajará a Minas Gerais.

O clube alvinegro lidera o Campeonato Brasileiro com 54 pontos, 10 a mais do que o vice-líder Santos. A equipe tenta embalar o terceiro jogo de invencibilidade contra o Cruzeiro, que conquistou a Copa do Brasil na última quarta-feira, após vitória nos pênaltis contra o Flamengo.

Futebol