PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Bahia e Vitória 'batem o pé' e travam batalha com MP por torcida mista

Arena Fonte Nova lotada para o primeiro clássico entre as equipes no ano - Felipe Oliveira / EC Bahia
Arena Fonte Nova lotada para o primeiro clássico entre as equipes no ano Imagem: Felipe Oliveira / EC Bahia

Do UOL, em Santos (SP)

25/04/2017 10h49

As decisões do Campeonato Baiano entre Bahia e Vitória devem mesmo contar com torcida mista. Apesar da recomendação feita pelo Ministério Público do Estado da Bahia para a adoção da torcida única, os clubes ‘bateram os pés’ e, com apoio da Federação Bahiana de Futebol (FBF), mantiveram suas posições já indicadas nas últimas semanas.

“Através de ofício encaminhado à Federação Bahiana de Futebol (FBF), o Ministério Público do Estado da Bahia recomendou a utilização de torcida única nos clássicos de futebol em Salvador. O 3º Promotor de Justiça do Consumidor, Olímpio Campinho Junior solicitou a adoção da medida nos próximos quatro jogos entre Bahia e Vitória a serem realizados na Capital”, divulgou o site da FBF na noite da última segunda-feira (25).

Horas depois, Bahia e Vitória soltaram uma nota em seus sites oficiais informando que respeitam a recomendação do MP, mas que discordam e mantêm seus posicionamentos por torcida mista nos clássicos do Campeonato Baiano - já que cabe a eles esta decisão. Já os Ba-Vi's da Copa do Nordeste devem ter divisão de 90% para a torcida mandante e 10% para a visitante, dependendo qual for a determinação da CBF.

Tanto Bahia como Vitória alegam que ‘o problema da violência não está no esporte nem é estimulado por ele, mas nas crises de segurança pública’.

Bahia e Vitória têm pela frente uma sequência de quatro jogos: dois pelas finais da Copa do Nordeste, dias 27 e 30 de abril, e dois pelas finais do Campeonato Baiano, dias 3 e 7 de maio.

Reunião pode mudar a história

Uma reunião marcada para esta quarta-feira (26), entre FBF e MP, ainda pode reverter a situação. A entidade baiana tinha manifestado anteriormente a ideia de manter a divisão das torcidas, no entanto, vai respeitar a definição do MP e dos responsáveis pela segurança no estado. Nessa disputa, a Federação conta com o apoio dos clubes, que também são contrários à mudança. A entidade comandada por Ednaldo Rodrigues até pediu a participação das agremiações na reunião desta quarta-feira para todas as partes envolvidas discutirem o assunto.

Veja a nota em conjuntos dos dois clubes:

Diante da expedição de uma recomendação do Ministério Público do Estado da Bahia, no sentido de solicitar a adoção da chamada “torcida única” nos próximos quatro clássicos locais, o Esporte Clube Bahia e o Esporte Clube Vitória vêm novamente a público para se manifestar contrariamente a essa medida.

Os clubes respeitam o posicionamento do MP, mas já haviam externado sua discordância através de notas oficiais individuais na semana retrasada e em diversas reuniões com o próprio órgão, com a Federação Bahiana de Futebol e com a Polícia Militar do Estado da Bahia.

Entendemos e reafirmamos que o problema da violência não está no esporte nem é estimulado por ele, mas nas crises de segurança pública.

Em vez de torcida única, defendemos a convivência das duas torcidas cada vez mais juntas, em paz, tendo inclusive promovido o retorno da tão saudosa e festejada torcida mista no último clássico do Campeonato Baiano, sem nenhuma ocorrência de conflito por conta de suas camisas, nas dependências do estádio.

Assim, seguindo o previsto pelo Regulamento Geral de Competições da CBF, a venda de ingresso para o jogo desta quinta-feira (27) já começou e a presença das duas apaixonadas torcidas no Barradão está garantida, bem como acontecerá o mesmo na partida de domingo (30), na Fonte Nova.

Os clubes aproveitam a oportunidade para reiterar os votos de paz e serenidade a todos nesta que será a maior sequência de Ba-Vis em tão pouco tempo desde setembro de 1979.

Esporte Clube Bahia
Esporte Clube Vitória

Futebol