PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pato pega caxumba e Neymar leva garrafada; veja como foram os brasileiros

Neymar foi atingido por garrafa atirada pela torcida do Valencia no finzinho da partida - Manu Fernandez/AP
Neymar foi atingido por garrafa atirada pela torcida do Valencia no finzinho da partida Imagem: Manu Fernandez/AP

Do UOL, em São Paulo

24/10/2016 06h00

O fim de semana foi agitado para os brasileiros que atuam no exterior, para o bem e para o mal. Teve selecionável sendo campeão, fazendo gol e comemorando com selfie. Para outros, no entanto, foram dias de banco de reservas ou até garrafadas em campo. Pato, o mais azarado de todos, pegou caxumba.

Veja, abaixo, quais foram os destaques positivos e negativos entre os brasileiros que atuam no exterior:

Sobe

Douglas Costa

Douglas Costa, atacante do Bayern de Munique, posa para selfie após marcar no Campeonato Alemão - AP Photo/Matthias Schrader - AP Photo/Matthias Schrader
Imagem: AP Photo/Matthias Schrader
O atacante finalmente desencantou na temporada. Foi dele o segundo gol do Bayern na vitória por 2 a 0 sobre o Borussia Moenchengladbach. O destaque, porém, foi a comemoração do brasileiro, que pulou na arquibancada na Allianz Arena para abraçar um grupo de familiares e aproveitou para tirar um selfie com eles.

Paulinho, Ricardo Goulart e Felipão

Time de Felipão, Paulinho e Ricardo Goulart empata e é hexacampeão chinês - Osports/Divulgação - Osports/Divulgação
Imagem: Osports/Divulgação
Com um gol do volante convocado por Tite, o Guanghzou Evergrande empatou por 1 a 1 contra o Yanbian Fude e conquistou o Campeonato Chinês. Foi a sexta taça seguida do time, o mais poderoso do país asiático. Além de Paulinho, a equipe conta com Ricardo Goulart e Alan e é treinada por Luiz Felipe Scolari.

Philippe Coutinho

O meia segue em alta e foi fundamental na vitória do Liverpool por 2 a 1 sobre o West Bromwich, que colocou o time entre os líderes do Inglês. Coutinho marcou o segundo gol do jogo com muita categoria, tirando dois marcadores antes de finalizar no contrapé do goleiro.

Marcelo

Com Sergio Ramos fora, Marcelo teve mais uma vez a honra de ser o capitão do Real Madrid, mesmo com nomes como Cristiano Ronaldo em campo. O brasileiro também não fez feio com a bola nos pés. Foi ele quem iniciou a jogada do primeiro gol na vitória por 2 a 1 sobre o Athletic, que deu a liderança à equipe.

Desce

Alexandre Pato

Alexandre Pato está com caxumba e vai desfalcar o Villarreal - Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images - Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images
Imagem: Manuel Queimadelos Alonso/Getty Images
O ex-jogador de Corinthians e São Paulo sequer entrou em campo, mas teve um fim de semana para esquecer. No domingo, o Villarreal anunciou que Pato pegou caxumba e terá de ficar em repouso de 14 a 25 dias, dependendo da evolução do seu quadro. Como trata-se de uma doença contagiosa, ele terá de ficar afastado dos companheiros.

Neymar

O brasileiro foi protagonista da vitória do Barcelona por 3 a 2 sobre o Valencia, mas não exatamente pelo futebol. Em um jogo tenso, ele foi agredido pela torcida rival depois do gol de Messi, nos minutos finais. O incidente não passou de um susto, mas Neymar ainda teve de lidar com parte da imprensa espanhola o acusando de ter provocado a torcida, gritando “vai tomar no c...” momentos antes da reação.

Diego Alves

O recordista em defesas de pênalti no Campeonato Espanhol estava do outro lado da polêmica do Barcelona. Ele teve a chance de parar Messi nos minutos finais e evitar a derrota do Valencia, mas não conseguiu fazer nada. Antes da cobrança, ele ainda chegou a provocar o argentino, lembrando que já havia parado o melhor do mundo antes. Não funcionou dessa vez.

Gabigol

Gabigol lamenta lance perdido em sua estreia pela Inter de Milão - AP/Luca Bruno - AP/Luca Bruno
Imagem: AP/Luca Bruno
A Inter de Milão perdeu para a Atalanta por 2 a 1 e se afundou em uma crise. Hoje é a 14ª colocada do Campeonato Italiano e a imprensa local coloca a cabeça do técnico Frank de Boer a prêmio. Nem assim, no entanto, o ex-santista ganhou uma chance. Gabriel não entra em campo há quase um mês e mais uma vez passou os 90 minutos sentado no banco de reservas.
 

Futebol