PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Com as contas em dia, Vasco já faz planos para 2017 e busca novos recursos

Presidente Eurico Miranda tem pregado uma política de austeridade financeira no clube - Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco
Presidente Eurico Miranda tem pregado uma política de austeridade financeira no clube Imagem: Paulo Fernandes / Site oficial do Vasco

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

24/06/2016 06h00

Com uma política de austeridade financeira sendo seguida à risca, o Vasco não trocará os “pés pelas mãos” até o fim desta temporada independentemente dos resultados. O clube já tem fechado um planejamento para o segundo semestre e trabalha nos bastidores agora para angariar novos recursos visando o ano que vem contando com os retornos à Série A e ao NBB.

Primando pelos salários em dia, o Cruzmaltino não apresenta atrasos nos vencimentos em 2016 tanto no futebol quanto no basquete, quando disputou a Liga Ouro, venceu e conquistou a vaga ao torneio mais importante da modalidade.

A próxima edição do NBB, aliás, já tem início ainda este ano, e o clube conta com recursos oriundos de incentivos fiscais, que podem render cerca de R$ 4,5 milhões, para disputá-la.

A própria visibilidade da competição também servirá para atrair novos parceiros, embora o Vasco já tenha feito um planejamento sem contar com a chegada de outros patrocínios em 2016 em virtude do cenário retraído do mercado atual.

REFORÇOS PONTUAIS

Leandro Damião durante apresentação pelo Betis - Divulgação / Betis - Divulgação / Betis
Leandro Damião é o desejo da diretoria para reforçar o ataque do Vasco
Imagem: Divulgação / Betis

Com os pés no chão em relação às finanças, o Vasco trará somente reforços pontuais tanto para o futebol quanto para o basquete. Na equipe do técnico Jorginho, um centroavante é a necessidade e Leandro Damião, ex-Bétis (ESP), é o nome desejado. Porém, como seus vencimentos são altos – ganhava cerca de R$ 600 mil no clube espanhol – o Cruzmaltino não está disposto a abrir os cofres pelo jogador, que vem de temporadas apagadas. Sua contratação acontecerá somente se o atleta baixar bastante a pedida salarial.

Com a saída de Rafael Vaz para o Flamengo, não está descartado também o reforço de um zagueiro, mas ele só virá em caso de uma boa oportunidade.

Em relação ao basquete, o clube renovou com os principais jogadores que conquistaram a Liga Ouro e trouxe os experientes Nezinho, Bruno Fiorotto e Wagner. Caso não angarie novas receitas, será com esta base que o Vasco disputará o NBB.

APOSTA NO SÓCIO-TORCEDOR

Programa de sócio-torcedor "Gigante" do Vasco já tem mais de 35 mil pré-cadastrados - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Lançado no início do ano, o programa de sócio-torcedor “Gigante” é outra aposta da diretoria para aumentar suas receitas. O clube fechou o mês passado como o segundo do Brasil com o maior número de adesões, ficando atrás somente do São Paulo. Atualmente, porém, os números gerais ainda são modestos em comparações a outras equipes grandes do país.

De acordo com o ranking do “Movimento por Um Futebol Melhor”, o Vasco ocupa somente a 21ª colocação com pouco mais de 9,5 mil sócios. 

Futebol