PUBLICIDADE
Topo

Futebol

De volta à seleção, Suárez reclama de punição exagerada por mordida

Suarez foi suspenso por morder Chiellini - Javier Soriano/AFP
Suarez foi suspenso por morder Chiellini Imagem: Javier Soriano/AFP

Do UOL, em São Paulo

18/03/2016 09h31

Quase dois anos após morder Chiellini, Suarez voltará a defender a seleção do Uruguai em uma partida oficial. Em entrevista ao jornal El Observador, o atacante do Barcelona falou sobre o retorno e voltou a criticar a punição imposta.

“Me trataram pior que torcedor organizado porque me proibiram de ir a um jogo de futebol, me proibiram de ir a um campo de treino, é algo que não dá para entender. Assumi meu erro, assumi que errei como erram muitas pessoas. Mas foi demais estar quatro meses sem jogar partida oficial, depois me proibir de entrar em um campo, não ir a lado nenhum, estar quase dois anos sem jogar pela seleção. Acredito que não tem lógica”, falou.

Apesar de lamentar a punição que passou, Suarez ressaltou que o importante é aproveitar o retorno na seleção.

“Depois de passar muito tempo, obviamente estou com vontade e sonhando, mas também estou tranquilo pois tudo já passou e agora é só aproveitar de voltar a jogar com a seleção”, completou.

O retorno de Suárez à seleção será justamente contra o Brasil, no próximo dia 25. Ele também deverá atuar contra o Peru, quatro dias depois.

Futebol