PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Malcom viaja para França ainda neste sábado, mas saída divide o Corinthians

Ernesto Rodrigues/Folhapress
Imagem: Ernesto Rodrigues/Folhapress

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

30/01/2016 06h00

O pedido de Tite para que Malcom fique no Corinthians e o clube não sofra mais uma baixa em seu elenco não será atendido. O atacante de 18 anos viaja para a França ainda neste sábado para acertar contrato com o Bordeaux-FRA. A negociação, porém, não foi total consenso entre os dirigentes corintianos. 

Malcom viajará para a França, onde fará exames e assinará contrato de quatro anos com o seu novo time. O Bordeaux pagará 5 milhões de euros (R$ 22 milhões) por 50% dos direitos econômicos do atacante. O salário do jogador no clube francês será de 100 mil euros (R$ 438 mil).

A negociação do atacante, entretanto, divide a diretoria do Corinthians e o próprio estafe do jogador. Uma parte do clube entende que o momento não é de vender Malcom e que a negociação do jogador agora não é uma grande oportunidade do ponto de vista financeiro. 

No próprio estafe de Malcom, que tem quatro sócios diferentes nos direitos econômicos, nem todos os membros estão inclinados à transferência. De um lado, Nílson Moura, um dos procuradores do atleta, entende que o negócio não é interessante no momento. De outro, o empresário Fernando Garcia acredita que a oportunidade é interessante e trabalha pela conclusão do negócio. 

A transferência iminente também deve frustrar a tentativa do treinador Tite de que o jogador de apenas 18 anos fosse vendido já. “Qualquer que seja a decisão, o técnico vai abraçar, mas quero dizer: não venda o Malcom. Deixa ele aqui, vai ser melhor para o Corinthians, para o empresário e para o próprio Malcom", declarou na última sexta. 

Também nesta sexta, o Corinthians não inscreveu o atacante no Campeonato Paulista por conta da incerteza sobre o futuro do jogador. "Ele não está na lista e nem vendido. Está em negociação desde ontem e não foi colocado para não queimar uma vaga", explicou Eduardo Ferreira, diretor de futebol adjunto do Corinthians. 

Futebol