Topo

Futebol


Governo veta jogo do Flu no Maracanã e marca reunião por novo teste

Apesar do evento de sábado, o Maracanã só voltará a ser usado após 15 de maio - AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA
Apesar do evento de sábado, o Maracanã só voltará a ser usado após 15 de maio Imagem: AFP PHOTO/VANDERLEI ALMEIDA

Do UOL, no Rio de Janeiro

29/04/2013 18h34

Apesar da vontade do Fluminense de receber o Emelec no Maracanã no jogo de volta da Libertadores, o governo do estado do Rio de Janeiro descartou a possibilidade nesta segunda-feira. Em entrevista à Rádio Tupi, o secretário de esportes e lazer, André Lazaroni, disse que um novo evento-teste só poderá ser realizado apenas após o dia 15 de maio.

“Queremos um jogo a vera pra testar o comportamento do estádio, mas tem que ser depois do dia 15. Fluminense e Emelec já está fora. Passando dessa etapa pode ser até mesmo um jogo do Fluminense pela Libertadores. Tem o Flamengo pela Copa do Brasil também. Tem que ser depois do dia 15”, explicou André Lazaroni.

O integrante do governo revelou ainda que tem reunião marcada com o presidente da Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro), Rubens Lopes, para esta terça-feira. Na conversa, os dois definirão uma estratégia para um novo evento. O estádio foi testado no último sábado, com amistoso festivo entre os amigos de Bebeto e Ronaldo.

“Ele [Rubens Lopes]tem nos ajudado nessa reinauguração. Ele conhece bem o comportamento do estádio. Entendemos que até o dia 15 não teremos nenhum jogo teste. Se tiver uma decisão do Estadual, vamos avaliar a possibilidade da realização do segundo jogo no estádio”, disse Lazaroni.

A ideia do secretário é testar o estádio com um jogo oficial antes do amistoso entre seleção brasileira e Inglaterra, marcado para o dia 2 de junho. Neste primeiro momento, porém, uma partida contaria com apenas 50% da capacidade do Maracanã. Uma das datas preferidas por Federação e Governo é o dia 19 de maio, quando será realizada a segunda partida da decisão do Carioca entre Botafogo e Fluminense, caso esta seja necessária.

“Não estamos descartando a possibilidade, mas não podemos afirmar com certeza que será possível. Vamos estudar para ter um jogo em que a torcida possa conhecer o estádio. A ideia é ter um evento para testar o comportamento do estádio. Água, banheiro, entrada dos torcedores. Este evento terá capacidade de 50% do estádio somente. Só teremos 100% no jogo da seleção”, encerrou André.

A Ferj já manifestou oficialmente sua vontade de utilizar o Maracanã assim que possível. A ideia inicial era usar o estádio já na decisão da Taça Rio. Uma final entre duas grandes torcidas, no entanto, impediu um avanço nas negociações por preocupação com a segurança dos torcedores de Botafogo e Fluminense.

REABERTURA DO MARACANÃ EM AMISTOSO TEM FESTA E PROTESTOS

Futebol