PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Justiça do Rio condena três torcedores do Flu por agressão a vascaínos

Policial militar confere documento de torcedores do Fluminense presos após briga - Pedro Ivo Almeida/UOL
Policial militar confere documento de torcedores do Fluminense presos após briga Imagem: Pedro Ivo Almeida/UOL

Renan Rodrigues

Do UOL, no Rio de Janeiro

14/03/2013 18h38

O juiz Alberto Salomão Júnior, da 33ª Vara Criminal da Capital-RJ, condenou três membros de uma torcida organizada do Fluminense a nove anos de prisão por terem agredido e roubado torcedores do Vasco. O caso aconteceu em agosto de 2012, antes de uma partida pelo Campeonato Brasileiro. Os acusados não poderão recorrer em liberdade.

Carlos Abreu de Aguiar Júnior, Christian dos Santos Madruga e Rogério da Silva Duarte foram considerados culpados pelos crimes de roubo, lesão corporal, promoção de tumulto e prática de violência em estádio, corrupção de menores e formação de quadrilha. Outras 18 pessoas foram detidas, e 12 delas serão ouvidas em audiência nos próximos meses. O processo de mais seis acusados está em fase de alegações finais.

TORCEDORES DO FLUMINENSE SÃO PRESOS APÓS AGREDIREM VASCAÍNOS

  • Pedro Ivo Almeida/UOL

Segundo a diretoria da Young Flu, os envolvidos foram expulsos da organizada ainda na época da agressão. Na decisão, o juiz Salomão Júnior lamentou que os membros tenham utilizado o futebol como meio para prática de violência e outros delitos.

“Pela prova produzida, restou caracterizada a intenção da reunião de grupos de torcedores, os quais não se contentam em reunirem-se de forma pacífica e para manifestar a paixão pelo seu time de futebol. É comum que se associem e, previamente, se ajustem para a prática de crimes violentos em datas de eventos esportivos. É o que aconteceu no caso concreto”, afirmou o juiz.

Futebol