PUBLICIDADE
Topo

Médico diz que Neymar não pagou pelo parto de Davi Lucca e processa o jogador

Dr. Herbert Kramer com sua mulher, ao lado de Neymar na época do parto de Davi Lucca - Divulgação/Dr. Herbert Kramer
Dr. Herbert Kramer com sua mulher, ao lado de Neymar na época do parto de Davi Lucca Imagem: Divulgação/Dr. Herbert Kramer

Samir Carvalho*

Do UOL, em Santos (SP)

21/09/2012 14h37

O médico Herbert Kramer afirma que Neymar não quitou as dívidas pelo parto do próprio filho, Davi Lucca, que nasceu no Hospital São Luiz, em São Paulo, há pouco mais de um ano. Kramer, responsável pelo pré-natal da mãe, Carolina Dantas, e pelo parto da criança, entrou com uma ação na Justiça para receber o dinheiro. O processo está tramitando na 6ª Vara Cível de Santos.

Segundo Kramer, o pai do atleta, Neymar da Silva Santos, simplesmente disse “que não pagaria o parto” porque não concordou com o valor combinado. O UOL Esporte tentou entrar em contato com a assessoria de Neymar para ouvir a versão do jogador e seu staff sobre a acusação, mas não teve sua solicitação respondida. Nesta tarde, Neymar (pai) e a avó materna de Davi Lucca se pronunciaram através de comunicado, revelando que o valor da cobrança é R$ 45 mil e relatando uma "ofensa" do médico. 

“Ele simplesmente avisou que não pagaria os honorários dos médicos que fizeram o parto”, disse o médico com exclusividade ao UOL Esporte. Orientado por seu advogado, o médico não quis revelar qual era o valor combinado pelo parto do filho do craque santista.

"NÃO É O FILHO DE UM PASTELEIRO", TERIA DITO MÉDICO, QUE COBRA R$ 45 MIL

  • Reprodução

Kramer lamenta o não pagamento do parto, pois lembra que Neymar e Carolina receberam tratamento especial. Além de acompanhar toda a gestação da mãe de Davi Lucca, Dr. Herbert ficou totalmente à disposição da família na semana do parto.

O médico fechou seu consultório na cidade de Santos um dia antes do nascimento da criança e ainda levou dois profissionais para acompanhá-lo em São Paulo: sua esposa, a enfermeira obstetra Daniela Jordão Kramer, e o médico auxiliar, Sérgio Kabbach.

“Fechei um dia antes, fui para o Hospital São Luiz, sem falar que fiquei quarta, quinta e sexta-feira à disposição deles. Levei um médico auxiliar e enfermeira. Fizemos tudo, foi um trabalho excepcional, como a família pediu”, explicou.

O médico ressaltou que Davi Lucca ainda precisou de um cuidado especial, pois nasceu prematuro. O parto foi realizado com 37 semanas de gestação. Além disso, Carolina Dantas teve diminuição do líquido amniótico, chamada de oligoidrâmnio.

“Foi um ligeiro prematuro, como chamamos as crianças que nascem entre 38 e 40 semanas. O Davi Lucca nasceu com 37 semanas. Ela ainda teve baixa quantidade de líquidos. Sem contar o stress de fazer o parto do filho de uma das pessoas mais famosas no Brasil e no mundo”, disse.

Herbert Kramer confessa que começou a ficar desconfiado que não fosse receber pelos serviços prestados quando o assessor de Neymar, Eduardo Muza, parou de atender aos seus telefonemas. O médico só conseguiu contato quando ligou de um número de telefone desconhecido.

“Quando me atendeu, ele disse: posso dizer? O pai do Neymar não vai pagar. Eu respondi: então vou entrar com uma ação na Justiça. Fiz o prometido. Já entramos com a ação e estamos aguardando a primeira audiência”, disse Kramer.

*Atualizada às 19h15

Futebol