PUBLICIDADE
Topo

Crespo afirma que pênalti de Cueva poderia mudar história do Peru na Copa

Cueva reage após perder pênalti na derrota do Peru para a Dinamarca - Filippo Monteforte/AFP
Cueva reage após perder pênalti na derrota do Peru para a Dinamarca Imagem: Filippo Monteforte/AFP

Do UOL, em São Paulo

14/07/2018 21h51

Classificação e Jogos

O ex-atacante argentino Hernán Crespo falou sobre trabalho o compatriota Ricardo Gareca à frente da seleção peruana na Copa do Mundo na Rússia. O ex-jogador elogiou o trabalho do treinador no comando do Peru e citou um lance como determinante para a equipe sul-americana no Mundial: o pênalti desperdiçado por Christian Cueva na estreia contra a Dinamarca.

- Por que perdemos? Os fatores que contribuíram para a queda da seleção
- Perrengues na Rússia: de motorista dorminhoco a hotel de filme de terror
Copa mostra que árbitro de vídeo pode minar agressões e "malandragens"

"Tem que parabenizá-lo [o Gareca]. O Peru fez uma eliminatória espetacular, e não se esperava isso. Veio para jogar a Copa, e não para participar. E jogou bem. Talvez se Cueva tivesse marcado o pênalti [contra a Dinamarca], as coisas fossem diferentes. Mas estamos falando de uma situação hipotética. O Peru deixou uma boa imagem. Foi embora rápido, mas mostrou um futebol muito bom", disse o ex-jogador.

O lance mencionado por Crespo aconteceu no primeiro tempo da partida entre Peru e Dinamarca, pela primeira rodada do Grupo C. O ex-meia do São Paulo desperdiçou um pênalti nos acréscimos, quando o jogo ainda estava empatado. Na sequência do confronto, a seleção peruana acabou derrotada por 1 a 0.

Após a derrota na estreia, o Peru voltou a perder na segunda rodada -- 1 a 0 para a França e foi eliminado da disputa com uma rodada de antecedência. No último jogo da fase de grupos, os peruanos venceram a Austrália por 2 a 0 e se despediram da Copa -- a seleção peruana voltou a disputar a competição após 36 anos.

Depois de encerrar a participação na Rússia, o técnico Ricardo Gareca deixou como incerta a permanência como técnico do Peru, mas ainda não revelou sua decisão.

Peru