PUBLICIDADE
Topo

Rússia

Russos estão pirando com a Copa. Esperam até baby boom se vencerem Espanha

Torcedor prevê explosão de bebês na Rússia se a seleção ganhar - Luiza Oliveira
Torcedor prevê explosão de bebês na Rússia se a seleção ganhar Imagem: Luiza Oliveira

Felipe Pereira e Luiza Oliveira

Do UOL, em Moscou e Samara (Rússia)

30/06/2018 21h00

A Rússia começou a Copa desacreditada por seu próprio povo que esperava a eliminação na primeira fase de uma equipe que vinha de sete jogos sem vencer. Passados dois jogos, os mesmos torcedores estavam fazendo buzinaços nas principais cidades do país por causa da classificação. A derrota para o Uruguai foi um choque de realidade de efeito curto, mas eles voltaram a acreditar.

Para justificar o otimismo do torcedor, precisam bater a Espanha, neste domingo, às 11h (de Brasília), um dos times candidatos ao título. ”Se a Rússia vencer a festa vai ser muito grande. Vão acabar com a cerveja da cidade e vão fazer muito amor. Daqui a 9 meses teremos muitas crianças na Rússia”, brinca Ildar Shavaliev.

Morador de Perm, ele viajou mil quilômetros para ver a partida que ocorre neste domingo em Moscou. A esperança de Ildar se baseia em outras zebras ocorridas nesta Copa. “Vimos a Coreia (do Sul) bater a Alemanha, tudo pode acontecer. E esse jogo é muito importante para nós”, diz o russo.

Denis Ashcheulov é outro a apostar nos anfitriões e usa a atmosfera do estádio Luzhniki para justificar a opinião. Ele não se ilude sobre a qualidade da Espanha, mas promete apoiar sua seleção na Fan Fest. “Eu acho um jogo muito difícil contra uma super Espanha. Mas podemos vencer. Nós estamos muito animados”.

Russos acreditam que podem surpreender a Espanha - Luiza Oliveira - Luiza Oliveira
Imagem: Luiza Oliveira

Pragmatismo em Samara

Os torcedores que estão em Samara, onde o Brasil pega o México na segunda-feira, também sonham com uma vaga nas quartas de final, mas são mais pragmáticos. Ninguém pode dizer que Sergey Sheptukovsky não torce para a equipe. Ele usa até óculos que pisca as cores da Rússia. Mas só espera uma boa apresentação.

“Sejamos sinceros, a Rússia não vai ganhar porque o adversário é muito forte. Mas espero que eles joguem bem. Como torcedor, quero a vitória, mas chegar as oitavas já foi bom.”

O rapaz repassa todo o histórico de resultados decepcionantes antes de a Copa começar e lembra que de todos os participantes, os anfitriões são os com pior colocação no ranking da Fifa (70º). Os bons jogos, as duas vitórias por goleada serão lembradas com orgulho pela torcida independente do que ocorrer contra a Espanha, afirma Sergey.

Nastya Pavlova defende uma retranca bem armada para segurar o empate e ver o que acontece na prorrogação ou nos pênaltis. Mas ela admite que a Rússia fez mais que esperava e o desempenho em campo e festa dos estrangeiros que visitaram Samara fizeram deixar de torcer o nariz para a Copa, algo que não apoiava há duas semanas.

Eduard Shapovalov é ponto fora da curva em Samara e acredita numa vitória. Ele fala que a Croácia de ontem pode ser a Rússia de hoje. No futebol tudo é possível. Não esperava que passassem da fase de grupo porque não estavam jogando bem. Nesta Copa já foi provado que o favorito pode perder”.

Rússia