Ucrânia anuncia boicote a competições que envolvam equipes da Rússia

A Ucrânia disse que não participará de torneios que envolvam equipes russas depois que a Uefa anunciou planos para reintegrar os times sub-17 da Rússia às competições europeias.

Em um comunicado divulgado na noite de terça-feira, a Associação Ucraniana de Futebol (UAF) pediu que a Uefa reconsidere sua decisão e instou outros países a não jogarem contra equipes russas.

A Uefa decidiu, após a invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro de 2022, que todas as equipes russas — nacionais ou de clubes — seriam suspensas da participação em suas competições.

Mas a federação europeia disse na terça-feira que "as crianças não devem ser punidas por ações cuja responsabilidade cabe exclusivamente aos adultos", e que as equipes russas sub-17 serão readmitidas nas competições "no decorrer desta temporada".

"A UAF condena veementemente a decisão de hoje sobre o retorno das equipes sub-17 da Federação Russa às competições internacionais", disse a federação ucraniana, pedindo à Uefa que mantenha sua proibição geral às equipes russas.

A Associação de Futebol da Inglaterra reagiu à decisão da Uefa na terça-feira dizendo que suas equipes juvenis não jogarão contra a Rússia.

O Campeonato Europeu Sub-17 masculino será realizado no Chipre no próximo ano, enquanto o torneio feminino será realizado na Suécia.

O Ministério do Esporte da Ucrânia proibiu as associações esportivas nacionais de enviar delegações para competir em eventos em que russos ou bielorrussos estivessem competindo.

Posteriormente, a associação de futebol da Ucrânia esclareceu que sua equipe principal continuará a participar das Eliminatórias para a Euro 2024, apesar de a equipe da Belarus estar competindo em um grupo de recomendação separado.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora