Perrone

Perrone

Siga nas redes
OpiniãoEsporte

Mano precisa entender recado dado por jovens do Corinthians contra o Vasco

Desde que chegou ao Corinthians, Mano Menezes priorizou a escalação dos jogadores mais experientes. O argumento é de que eles estão mais acostumados a lidar com momentos de pressão, como o vivido pelo Alvinegro.

A escolha do técnico muitas vezes deixou o time lento e com dificuldades para sair da defesa, especialmente no segundo tempo.

Porém, na última terça-feira (28), os jovens formados na base corintiana Gabriel Moscardo, 18, Matheus Araújo, 21, e Giovane, 20, mandaram um importante recado para o chefe na vitória por 4 a 2 sobre o Vasco fora de casa. Eles mostraram que os garotos podem ser úteis em momentos de pressão e são importantes para não deixarem o Alvinegro encurralado no campo de defesa.

Moscardo já havia feito por merecer a titularidade desde os tempos de Vanderlei Luxemburgo por causa da melhora que traz ao time na marcação.

Mesmo assim, Mano não vinha dando sinais de estar convencido disso. Na goleada por 5 a 1, diante do Bahia, em Itaquera, por exemplo, ele ficou na reserva.

Titular contra o Vasco, Moscardo fez um belo gol de fora da área e foi o segundo corintiano que mais desarmou os adversários, de acordo com o site Footstats. Com três desarmes, ele ficou atrás apenas de Romero, que fez um a mais. Moscardo errou só dois dos 45 passes que deu durante o jogo.

Uma das características da equipe de Mano tem sido se encolher quando tem vantagem no placar, especialmente no final das partidas. Aparentemente, a falta de fôlego é um dos motivos para isso.

No entanto, em São Januário, o técnico colocou na parte final do jogo Wesley, 18, além de Matheus Araújo e Giovane.

A opção pela juventude deixou o Corinthians rápido nos contra-ataques em vez de ficar preso no campo de defesa. Aos 48 minutos, após assistência de Araújo, Giovane fez o quarto gol corintiano.

Continua após a publicidade

A gente tem garotos de muito boa qualidade. Vou ressaltar aqui os méritos do Vanderlei [Luxemburgo], lançou os meninos no momento muito difícil, necessário, clube jogava três competições. Talvez tenha sido emergencial demais, mais rápido do que o ideal, mas já estamos colhendo os frutos, eles vão amadurecendo

Mano Menezes, técnico do Corinthians

A mensagem dos meninos do terrão para Mano foi forte. Numa partida com cara de final, contra um adversário que também tenta evitar o rebaixamento, e num momento em que o time paulista precisava mostrar força mental após ser goleado, eles avisaram ao professor que podem colaborar muito com a equipe.

Cabe agora a Mano entender o recado e confiar mais neles nas duas rodadas finais do Brasileirão. E também para a próxima temporada, se empresários ávidos por reforçar times estrangeiros não convencerem a diretoria a vendê-los precocemente.

Opinião

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes