PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Tolima enfrentará o Flamengo e o trauma de um título perdido dramaticamente

Jornal da região de Ibagué com a cobertura do jogo: título perdido dramaticamente pelo Tolima - Reprodução
Jornal da região de Ibagué com a cobertura do jogo: título perdido dramaticamente pelo Tolima Imagem: Reprodução
só para assinantes
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

27/06/2022 10h47

O Deportes Tolima venceu o torneio Apertura em 2021 superando o Millonarios de Bogotá na final, perdendo o Clausura para o Deportivo Cali, também no ano passado. Portanto, o time de Ibagué fazia sua terceira final nacional consecutiva na Colômbia contra o Atlético Nacional.

Perdera em Medellín por 3 a 1. Assim, neste domingo necessitava de pelo menos dois gols de vantagem na volta, para levar a disputa do titulo colombiano, torneio Apertura, para os pênaltis. E perdeu mais uma vez a decisão, só que desta vez de maneira absolutamente dramática para seu torcedor.

Fez 2 a 0, gol contra logo aos 18 minutos do primeiro tempo, com Caicedo ampliando aos 36. Aos 8 da etapa final, Daniel Cataño perdeu penalti e, na tentativa de disputar o rebote, acertou o goleiro Kevin Mier. Cartão vermelho para o camisa 10 do Tolima, que precisava de mais um gol para ser campeão.

Contudo, os 2 a 0 construídos no primeiro tempo levariam a disputa da taça para os pênaltis, mas o golpe definitivo viria ainda com bola rolando. Jarlan Barrera marcou para o Atlético Nacional aos 46 minutos e deu o título ao time de Medellín, mesmo perdendo por 2 a 1.

O técnico Hernán Torres precisa levantar a moral da equipe para o jogo desta quarta-feira, em Ibagué, contra o Flamengo, pela Libertadores. O Tolima já disputou a final sem seu destaque, Anderson Plata, que atua pelo lado direito do campo. Lesionado, é dúvida para o duelo contra os rubro-negros.