PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: difícil entender o que Abel quer em campo. Fora está bem claro

Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

13/10/2021 04h00

"Faltam laterais-direitos".

"Elenco curto"

"Cadê o presidente Galiotte"?

"Jogadores desmotivados"

"Por que o Anderson Barros não dá entrevistas"?

"Faltaram reforços"

"Por onde anda o Cícero Souza"?

A lista de pretextos para as más atuações do Palmeiras tentando blindar Abel Ferreira só cresce. O empate sem gols com o Bahia significou o oitavo jogo consecutivo sem vitória.

Apenas pelo campeonato brasileiro, são sete derrotas, dois empates e um par de vitórias nos últimos 11 compromissos, 24% de aproveitamento. Quando o time do treinador português encarar o Internacional domingo, estará há 29 dias sem vencer.

É muito evidente a fase ruim. E quem vê o time em campo nota rapidamente que esse retrospecto é absolutamente compatível com o futebol apresentado. E é olhando para gramado que fica difícil compreender o que pretende o "estrategista" lusitano.

Fora dele sua tática está bem clara: o velho "todos contra nós". Assim, vai enfileirando inimigos. Já teve vizinho e agora jornalistas, pegando carona na entrevista de Renato Gaúcho Portaluppi, sábado, em Fortaleza.

O velho desvio de assunto tão utilizado por velhos "professores" que há décadas habitam o futebol brasileiro. Enquanto isso, fiéis "abelistas" seguem, criativos, enfileirando desculpas.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL