PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Após duas temporadas tímidas na China, Hulk carrega o Galo no Brasileiro

Hulk comemora com Cuca contra o Bahia - Pedro Souza/Atlético-MG
Hulk comemora com Cuca contra o Bahia Imagem: Pedro Souza/Atlético-MG
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

26/07/2021 14h31

Hulk completou 35 anos domingo, quando fez os dois primeiros gols da vitória do Atlético (3 a 0) sobre o Bahia, em Belo Horizonte. O atacante de 1,79 metro de altura e 95 quilos segue carregando o time com força e talento. Isso depois de duas temporadas modestas no futebol chinês.

Em 2020, no Shanghai SIPG, fez apenas seis gols em 16 jogos, 13 como titular. Um tento a cada 214 minutos. Em 2019, foram dez bolas nas redes em 25 pelejas. Em todas iniciou entre os 11 e marcou uma vez a cada 210 minutos.

No Galo ele já igualou o número de gols de 2020, em apenas 12 partidas, média de meio por cotejo, com um a cada 183 minutos. O desempenho superior do atacante que fez praticamente toda a carreira no exterior é o ponto que desequilibra a favor do campeão mineiro no Brasileirão.

Sem Hulk, o time treinado por Cuca estaria em situação muito diferente da segunda colocação. Seus gols valeram vitórias sobre Corinthians, Sport e Bahia. Só contra o Fortaleza ele marcou e o time perdeu. Pelo retrospecto recente, os atleticanos arriscaram alto ao contratá-lo. Até aqui, aposta certeira.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL