PUBLICIDADE
Topo

Mauro Cezar Pereira

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

O Corinthians está sem técnico. E isso não é novidade

Vagner Mancini foi demitido do Corinthians - Marcello Zambrana/AGIF
Vagner Mancini foi demitido do Corinthians Imagem: Marcello Zambrana/AGIF
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

16/05/2021 20h10

A contratação de Vagner Mancini, que ia bem no Atlético Goianiense (vai voltar?) foi um dos mais crassos erros do Corinthians em 2020. Está claro pelas suas passagens por diferentes times grandes, que trata-se de um treinador sem maiores recursos para tirar o mínimo que se espera de um clube tão pesado.

Com Mancini, agora demitido, o elenco, caro e razoável do Corinthians, parece pior do que é. Com ele, levou de 5 a 1 para o Flamengo de Domènec Torrent, que fazia o quarto jogo em oito dias; em Itaquera. Perdeu em casa para o Peñarol, que ainda lhe sapecou 4 a 0 no Uruguai neste meio de semana que passou.

Neste domingo, o Palmeiras não teve dó e mandou a campo time titular, venceu por 2 a 0 e foi pouco. Mancini não se mostrou capaz sequer de montar uma equipe que se defenda bem. Uma negação. E quando do nada surge um pênalti, Luan bate. E perde, como ocorre com ele em torno de uma vez a cada três tentativas.

O camisa 7 é um dos piores cobradores de penais dos últimos anos no país. Tanto que no Grêmio, seu ex-clube, muito se debatia o assunto quando voltava a desperdiçar. Mancini nunca soube disso? Por que deixaram Luan bater? O lance simboliza o verdadeiro fim de feira no qual se transformou o futebol corintiano. Só falta aparecer alguém dizendo que faltou tempo para treinar.

Siga Mauro Cezar no Twitter

Siga Mauro Cezar no Instagram

Siga Mauro Cezar no Facebook

Inscreva-se no Canal Mauro Cezar no YouTube

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL