PUBLICIDADE
Topo

Quarta força: Corinthians faturou menos que rivais de SP e 37% do Flamengo

Andrés Sanchez, presidente do Corinthians - Reprodução
Andrés Sanchez, presidente do Corinthians Imagem: Reprodução
Mauro Cezar Pereira

Mauro Cezar Pereira nasceu em Niterói (RJ) e é jornalista desde 1983, com passagens por vários veículos, como as Rádios Tupi e Sistema Globo. Escreveu em diários como O Globo, O Dia, Jornal dos Sports, Jornal do Brasil e Valor Econômico; além de Placar e Forbes, entre outras revistas. Na internet, foi editor da TV Terra (portal Terra), Portal AJato e do site do programa Auto Esporte, da TV Globo. Trabalhou nas áreas de economia e automóveis, entre outras, mas foi ao segmento de esportes que dedicou a maior parte da carreira. Lecionou em faculdades de Jornalismo e Rádio e TV. Colunista de O Estado de S. Paulo e da Gazeta do Povo, desde 2004 é comentarista dos canais ESPN.

04/05/2020 16h12

O site Meu Timão teve acesso aos números do balanço financeiro do Corinthians, ainda não publicado, que aponta a dívida do clube, fora a Arena de Itaquera, em R$ 765,2 milhões ao final de 2019. Um crescimento acima de 75,5% (R$ 329,4 milhões) na atual gestão, iniciada em fevereiro de 2018, quando Andrés Sanches voltou à presidência.

A receita alvinegra em 2019, relata o site, foi de R$ 358,8 milhões, o que seria aproximadamente 55,8% dos R$ 641,915 faturados pelo rival Palmeiras no mesmo período. E atrás dos R$ 398 milhões arrecadados pelo São Paulo, como dos R$ 399,8 milhões do Santos no ano passado.

Leia também: Corinthians vê sua dívida disparar na volta de Andrés

No comparativo entre os dois times de maior torcida do país, os corintianos tiveram cerca de 37,7% dos R$ 950 milhões faturados pelo Flamengo no último ano, quando ganhou Brasileiro e Libertadores. "O Corinthians registrou um déficit de R$ 177 milhões na temporada e 2019, ultrapassando os três dígitos negativos pela primeira vez em sua história", destacou o Meu Timão.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL