PUBLICIDADE
Topo

Marcel Rizzo

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Veja quantos ingressos Palmeiras e Fla podem ter com público maior na final

Estádio Centenário, em Montevidéu, vai receber as finais nas próximas semanas - Nicolás Celaya/Xinhua
Estádio Centenário, em Montevidéu, vai receber as finais nas próximas semanas Imagem: Nicolás Celaya/Xinhua
Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

16/11/2021 11h00Atualizada em 16/11/2021 15h16

O governo uruguaio anunciou nesta terça-feira (16) que as finais das Copas Libertadores e Sul-Americana terão 100% da capacidade do estádio liberada, desde que todo o público presente esteja com a vacinação completa para a covid-19 (duas doses ou dose única, a depender do laboratório) — essa já é uma exigência da Conmebol para liberar acesso ao Centenário, casa das partidas em Montevidéu.

Com isso, as cotas de entradas específicas para os torcedores de Palmeiras e Flamengo, que decidem a Libertadores dia 27 de novembro, e Athletico e Red Bull Bragantino, que se enfrentam pela Sul-Americana neste próximo sábado (20), vão aumentar. Hoje ela está em 9.375 ingressos para cada clube e, segundo apurou a coluna, pode chegar a 11.700.

Apesar de o Centenário ter capacidade para 60 mil espectadores, a Conmebol não venderá todos esses assentos por algumas razões. Há bloqueio de cadeiras por questões de segurança, para divisão de setores, e também partes que são transformadas em camarotes e áreas VIP, o que também obstrui assentos. Estima-se que serão vendidos 46 mil ingressos, entre aqueles destinados aos clubes, aos residentes no Uruguai e parte da tribuna que não inclui a hospitalidade.

Palmeirenses e flamenguistas têm buscado por ingressos, apesar do preço de US$ 200 (R$ 1,1 mil). Já a venda para a final da Sul-Americana tem decepcionado, principalmente com relação à procura de torcedores dos finalistas — o valor parte de US$ 100 (R$ 550). Há a possibilidade de a organização da final da Sul-Americana realocar bilhetes destinados aos clubes para venda geral (que também é baixa).

As torcidas dos participantes ficarão atrás dos gols — palmeirenses e athleticanos no setor Amsterdam e flamenguistas e fãs do Bragantino no Colombes. Há preocupação com brigas entre os torcedores dos finalistas da Libertadores, por isso até o local de concentração de cada um deles na cidade será em pontos distantes e, para os organizados, a escolta até o Centenário terá horários e trajetos diferentes.