PUBLICIDADE
Topo

Coluna

Marcel Rizzo


Conmebol mantém plano para final da Libertadores no Maracanã em novembro

Marcel Rizzo

Marcel Rizzo - Formado em jornalismo em 2000 pela PUC Campinas, passou pelas redações do Lance!, Globoesporte.com, Jornal da Tarde, Portal iG e Folha de S. Paulo, no qual editou a coluna Painel FC. Cobriu Copas do Mundo, Olimpíada e dezenas de outros eventos esportivos.

Colunista do UOL

18/03/2020 10h20

Classificação e Jogos

A cúpula da Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) conversou com autoridades do Rio e afirmou que não tem planos neste momento para mudar a data da final da Libertadores-2020, jogo único que está marcado para 21 de novembro no Maracanã. A competição está suspensa por causa do surto do novo coronavírus.

Licitações abertas para contratação de empresas que organizarão a parte operacional da partida, por exemplo, mantiveram o cronograma. O adiamento para 2021 da Copa América que seria realizada entre junho e julho na Argentina e na Colômbia abriu espaço nesses dois meses para completar partidas da Libertadores que sejam adiadas — por enquanto somente uma rodada, que seria nessa semana, foi suspensa, mas outras duas ao menos também serão, as de 8 e 22 de abril.

Nesta terça (17), em entrevista à ESPN Deportes, o presidente da Conmebol, Alejandro Dominguez, previu que a competição possa voltar a ser disputada na semana de 6 de maio. Essa, apurou o blog, é a previsão mais otimista dentro da entidade. Há quem avalie que não se retornará com o torneio antes de junho já que especialistas preveem que os casos de Covid-19 ainda vão aumentar muito nas próximas semanas na América do Sul.

Serão necessárias mais dez datas para a Libertadores, sem contar a final. A Conmebol avalia que atuando entre junho e julho será possível completar a competição e fazer a final única em 21 de novembro. Por enquanto está descartado qualquer mudança no regulamento para diminuir as datas, como por exemplo transformar os jogos de oitavas, quartas e semi em únicos.

No Brasil, porém, há um problema para se utilizar os meios de semana de junho e julho, já que como a Série A não ia parar na Copa América os meios de semana desses meses estão cheios - há também uma data para a Copa do Brasil. Por isso que dentro da CBF já não se descarta estender a temporada por dezembro e até pelo início de 2021.

Marcel Rizzo