PUBLICIDADE
Topo

Conmebol adia Copa América para 2021 por causa do coronavírus

Lionel Messi e Philippe Coutinho no jogo Brasil x Argentina pela Copa América - REUTERS/Pilar Olivares
Lionel Messi e Philippe Coutinho no jogo Brasil x Argentina pela Copa América Imagem: REUTERS/Pilar Olivares

Marcel Rizzo e Pedro Lopes

Do UOL, em São Paulo

17/03/2020 10h16

Depois da Uefa anunciar o adiamento da Eurocopa para 2021, a Conmebol fez o mesmo com a Copa América. O torneio, que seria disputado na Argentina e na Colômbia entre 12 de junho e 12 de julho de 2020, agora vai acontecer no ano que vem. A informação foi confirmada pelo UOL Esporte e, posteriormente, anunciada pela própria Conmebol.

Ainda não há data fixa para a realização do torneio na próxima temporada, mas a ideia da confederação é que ele aconteça no meio do ano, entre os mesmos dias 12 de junho e 12 de julho, e pelo menos uma das sedes seja mantida. Nesse cenário, haveria conflito com a primeira edição do "super Mundial de Clubes", prevista para o verão europeu de 2021 na China, com participação de 24 equipes.

A seleção brasileira foi campeã da última edição da Copa América, realizada no Brasil. O adiamento da edição 2020 é parte de uma onda de suspensões, adiamentos e cancelamentos que atinge o futebol sul-americano. O início das Eliminatórias aconteceria entre os próximos dias 27 e 31 de março, mas também foi adiado e ainda não tem nova data para acontecer.

Competições de clubes também foram afetadas, com a suspensão dos jogos da Libertadores. As confederações nacionais da América do Sul, inclusive a brasileira, suspenderam partidas de seu calendário nacional ou as realizaram com portões fechados.

Veja o comunicado oficial da Conmebol:

Após uma detalhada análise da situação em torno à evolução mundial e regional do Coronavírus (COVID19), e das recomendações realizadas pelos organismos internacionais em matéria de Saúde Pública para extremar as precauções, a CONMEBOL comunica o adiamento da edição 47 da CONMEBOL Copa América nas datas de 11 de junho a 11 de julho de 2021.

A Confederação, com seu presidente Alejandro Domínguez, juntamente com os 10 presidentes das diferentes Associações Membro, considera que um evento dessa magnitude merece que toda a atenção e esforço sejam concentrados em sua organização; prioridade que hoje está em segundo plano para proteger a saúde e a segurança das seleções, torcedores, meios de comunicação e cidades-anfitriãs.

"É uma medida extraordinária para uma situação inesperada e, portanto, responde à necessidade fundamental de evitar uma evolução exponencial do vírus; presente já em todos os países das Associações Membro da Confederação. Para a CONMEBOL não foi fácil tomar essa decisão, mas devemos sempre proteger a saúde dos nossos atletas e de todos os agentes que fazem parte da grande família do futebol sul-americano. Não tenham dúvida que o torneio de seleções mais antigo do mundo retornará com forças renovadas em 2021, pronto para fazer vibrar novamente o continente e o mundo inteiro com a paixão que sempre nos caracteriza.

Gostaríamos de agradecer especialmente os Senhores Presidentes da República Argentina, Dom Alberto Fernández, e da República da Colômbia, Dom Iván Duque, por toda cordialidade e colaboração permanentes, junto com seus respectivos Ministros e funcionários governamentais, pela organização deste grande campeonato. Nesse mesmo sentido, manifestamos o nosso grande reconhecimento pelo constante acompanhamento e trabalho realizado dos Presidentes da Associação do Futebol Argentino, Claudio Tapia e da Federação Colombiana de Futebol, Ramón Jesurún, para concretizar a CONMEBOL Copa América 2020 em seus respectivos países.

Agradecemos também a UEFA e seu Presidente, Aleksander ?eferin, pelo trabalho conjunto e pela decisão coordenada de postergar a Eurocopa 2020 em benefício de toda a família do futebol.

E por último, porém não menos importante, agradecer os torcedores e toda a comunidade do futebol em geral, pela compreensão frente a esta inesperada situação", Alejandro Domínguez, Presidente da CONMEBOL

Nos próximos meses, a CONMEBOL irá informando através de seus canais oficiais sobre as decisões tomadas juntamente com as Associações Membro e conforme as recomendações dos organismos sanitários.

Atenciosamente;

Confederação Sul-Americana de Futebol

Futebol