PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Tite revela bronca em André e Rodriguinho por sorrirem depois de expulsões

Tite no Defensores Del Chaco: bronca em jogadores expulsos  - REUTERS/Jorge Adorno
Tite no Defensores Del Chaco: bronca em jogadores expulsos Imagem: REUTERS/Jorge Adorno

Dassler Marques

Do UOL, em São Paulo

15/03/2016 18h48

Expulsos no Paraguai em derrota por 3 a 2, o atacante André e o meia Rodriguinho receberam bronca de Tite após o jogo contra o Cerro Porteño-PAR. Na véspera do reencontro com a equipe paraguaia, o treinador confirmou a conversa.  

"Vi André e Rodriguinho no vestiário, um brincou com o outro e eles sorriram. Eu disse 'tem que ficar com o bico desse tamanho e quietinho'. Vocês deixam de estar no grupo para que o técnico possa optar. Eles abaixaram a cabeça, 'estamos tristes, sabemos que erramos. Talvez seja uma forma de tentar elaborar isso tudo'. O atleta também tem sentimento e sabe: tem que doer na carne para aprender. Senão não vai", definiu Tite. 

Ao fim do treinamento, o presidente Roberto de Andrade e Tite também tiveram uma longa conversa, de aproximadamente 15 minutos, dentro do gramado. Ambos têm ótima relação e trataram, segundo o treinador, de uma série de aspectos. 

"Não conversávamos fazia algum tempo. É importante a presença do comando maior em jogo importante. O comando ali me fortalece, me deixa mais tranquilo, dá essa dimensão e dá tranquilidade aos atletas. A presença fala por si só ali. Falamos dos assuntos dos mais variados, arbitragem inclusive, e de ficar focado em futebol e sabemos o que fazer", comentou. 

O treinador também confirmou ter solicitado que jogadores evitassem entrevistas na última semana. Segundo ele, para não criticarem a arbitragem do peruano Diego Haro na derrota contra o Cerro. 

"Solicitei à direção do clube, ao Eduardo Ferreira, ao Alessandro e ao Seródio (assessor de imprensa) que não fosse nenhum atleta porque qualquer manifestação de arbitragem não é do atleta e inclusive a mim me preservar. Que tivessem condição de falar e tem especialista, um campeão do mundo e da Libertadores, que é Alessandro, com capacidade de analisar detalhes. E palavra política e diretiva por parte do Eduardo", justificou. 
 
Confira mais trechos da entrevista coletiva de Tite:
 
PREPARAÇÃO PARA O JOGO
Tivemos uma reunião onde a gente colocou pontos fortes e corretos da boa atuação do Botafogo e o critério do retorno de quem ficou de fora. Cássio, Fagner, Yago, Bruno Henrique e Lucca. O critério do retorno, a confirmação de Luciano e Maycon porque foram bem no jogo, porque são da função, de ver movimentos corretos e projetar em relação ao Cerro. 
 
PREOCUPAÇÕES
Jogar a média do futebol que está apresentando. Tecnicamente todos produzirem bem. Taticamente, dominando as posições e funções. Fisicamente não fizemos trabalho tático de enfrentamento porque hoje intensidade tinha que ser menor. Maturidade, nível de concentração, ficar atento a jogar futebol. Não ver o critério de arbitragem, se o adversário vai truncar ou não o jogo, retardar ou não posição, reclamações de nossa torcida...ficar focado em jogar futebol. O aprendizado do último jogo nos trouxe isso.
 
BOLA AÉREA
Estatisticamente é um gol a cada quatro que acontecem. É o percentual exato que o Cifut (análise de desempenho) tem me passado. É trabalhar também a bola parada defensiva, porque tomamos um gol. 
 
LUCIANO ESCALADO
Luciano, para mim, ele é 9. É mais que de lado. A capacidade de finalização dele é impressionante, apesar de estar retornando de um processo todo e já está em evolução. É uma retomada ascendente. O que ele faz de diferente? São infiltrações, diagonal, presença de área é maior. 
 
MAYCON ESCALADO
Tem inteligência do jogo, tem maturidade. Às vezes vocês conseguem detectar o atleta com percepção de posição e função e domínio do que tem que fazer. Maycon tem. Ele fecha setor central, sabe o que é funil, porque tem capacidade, porque está há muito tempo. O Osmar (Loss, treinador sub-20) disse, 'Tite a capacidade que ele tem de dominar a posição é muito grande'. Vai no treinamento, faz. No jogo, faz. No jogo com São Paulo, faz. Botafogo faz. Ele se escalou, não fui eu.

Futebol