PUBLICIDADE
Topo

Futebol

'Inferno Alvinegro' toma arredores do Horto, mas gera confusão com a PM

Sinalizadores foram utilizados pela torcida na chegada da delegação ao Independência - Bruno Cantini/Atlético-MG
Sinalizadores foram utilizados pela torcida na chegada da delegação ao Independência Imagem: Bruno Cantini/Atlético-MG

Enrico Bruno, Thiago Fernandes e Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

24/02/2016 20h55

Já se tornou uma tradição nos jogos importantes do Atlético-MG, sobretudo os válidos pela Copa Libertadores da América. Presente nas últimas quatro edições do torneio, os jogadores são recebidos com muita euforia na avenida Silviano Brandão, a dois quarteirões do estádio Independência. O famoso "Inferno Alvinegro", como a torcida apelidou, fez sucesso novamente nesta quarta-feira (24).

Horas antes do jogo contra o Independiente Del Valle, quando o ônibus que transportou a delegação chegou ao Horto, bairro que abriga a o campo adotado pelo time em Belo Horizonte, a torcida acendeu os sinalizadores, fez muito barulho e a festa foi armada. O Inferno Alvinegro está de volta.

Apaixonado pelo Atlético desde a infância, o baiano Marcus Vinícius Peixoto, de 25 anos, chegou a Belo Horizonte em 2009 para cursar Publicidade e Propaganda. Na capital mineira, o seu amor pelo se intensificou. E, mesmo que esteja na cidade há menos de uma década, ele não sabe precisar o número de vezes que presenciou o Inferno Alvinegro.

"Eu sempre venho com os meus amigos. Eu acho legal, muito bacana. É uma iniciativa muito boa para incentivar os jogadores. Eles já entram pilhados no jogo. É o clima de Libertadores", declarou o empresário.

Sobre o jogo que marcará a estreia de Robinho com a camisa do Atlético, ele não esconde o otimismo: "Espero uma postura semelhante à do primeiro jogo (na vitória sobre o Melgar), levando em consideração que este é o campeonato mais importante do Atlético no ano", comentou.?

Confusão na chegada do Independiente

Na chegada do ônibus equatoriano, o clima foi totalmente oposto ao que foi visto minutos depois. Para conter alguns atleticanos que hostilizaram o time adversário, policiais dispararam gás de pimenta em direção aos torcedores, gerando um grande tumulto nos arredores do estádio.

Futebol