PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Confirmação de jogo final no Mineirão é recebida com festa por atleticanos

 Atleticanos comemora em frente à sede do clube a confirmação de jogo para Mineirão - Dionízio Oliveira/UOL
Atleticanos comemora em frente à sede do clube a confirmação de jogo para Mineirão Imagem: Dionízio Oliveira/UOL

Dionizio Oliveira

Do UOL, em Belo Horizonte

16/07/2013 14h25

A confirmação pela Confederação Sul-Americana de Futebol, no início da tarde desta terça-feira, do Mineirão como local do segundo jogo da final da Libertadores foi recebida com festa pelos torcedores do Atlético-MG, que estão acampados em frente à sede do clube, no Bairro de Lourdes. Os atleticanos comemoraram intensamente a notícia, que contraria o desejo da diretoria do clube alvinegro.

Os torcedores atleticanos vibraram bastante, chegando a gritar slogans e a cantar músicas relacionadas ao Atlético em frente à sede do clube, trazendo para via pública um pouco do clima que prometem para a finalíssima da Libertadores, em 24 de julho. A fila, que não para de crescer, desde o seu início na noite da última quarta-feira, está no final da Rua Aimorés na esquina com a avenida Olegário Maciel, quase se encontrando com a fila de idosos, que também tem pessoas acampadas em barracas. 

Cleisson Henrique, 18 anos, largou a escola para ficar acampado em busca de um ingresso para a final e está na fila desde quinta-feira passada. Para ele, a decisão da Conmebol foi correta. “Estou na fila e se fosse no Horto não teria ingresso e quem ganha jogo é jogador. Prefiro o Mineirão pela quantidade de ingressos. E também para o Atlético ganhar outro título no estádio”, afirmou o estudante.

  • Dionízio Oliveira/UOL

    Último na fila, às 13 desta terça-feira, Gustavo Henrique, 21 anos, gostou do jogo no Mineirão

Rogério Souza Alves, de 37 anos, é segurança e foi um dos primeiros a chegar à fila, na quarta-feira passada, por volta de 18h40, antes mesmo da segunda partida contra o Newell's Old Boys pela semifinal da Libertadores. Assim como a grande maioria dos torcedores, ele fica feliz com a decisão no Mineirão.

“Sou a favor porque o time tem que jogar em qualquer estádio, está mais do que provado que torcida não ganha jogo. Porque a torcida do Atlético sempre foi fiel e faz muito tempo que não ganha nada. Então, tem que parar com essa mística de que torcida ganha jogo”

Os amigos Célio Denicles, 18 anos, e Rafael Felipe, de 17 anos, estão de férias da escola e aproveitaram a situação para irem à fila. Mesmo estando entre os primeiros, eles temiam por não ter ingressos se o jogo fosse disputado no Independência. Célio garante que está aliviado com o local definido.

“Estou feliz demais. Porque não íamos ter ingressos para ir por causa do Galo na Veia e a final tem que ser em um grande palco. Precisaria de uns 30 Independências para caber a torcida do Galo, no Mineirão é bom que cabe mais gente, disse Célio.  Já Rafael exemplifica o Santos campeão para garantir que está confiante. “A final merece um grande público. O Santos jogava na Vila em 2011 e ganharam no Pacaembu do mesmo jeito. Não importa onde seja, o importante é ser campeão, comentou.

  • Dionízio Oliveira/UOL

    Segurança Rogério Souza é um dos primeiros na fila por compra de ingressos para a final no Mineirão

Último integrante da fila até às 13h desta terça-feira, o estudante de engenharia civil Gustavo Henrique, de 21 anos, que chegou nesta terça, por volta das 8h, também é a favor do jogo no Mineirão, pois acredita que se o jogo fosse no Independência não teria a "mínima chance de conseguir ingresso".

Antes da confirmação oficial pela Conmebol do local do segundo jogo da decisão da Libertadores, alguns dos torcedores acampados ameaçavam fazer manifestações de protestos, até mesmo com o fechamento total da Avenida Olegário Maciel. Os torcedores agora aguardam a posição oficial do Atlético-MG sobre o início da venda antecipada de ingressos para a tão esperada partida de volta da decisão.

Futebol