PUBLICIDADE
Topo

Futebol


Gre-Nal vira duelo à parte para 'novos gringos'. Lisandro x Cebolla

Cristian Rodríguez e Lisandro López ainda não deslancharam em Grêmio e Inter - Lucas Uebel/Divulgação Grêmio e Jeremias Wernek/UOL
Cristian Rodríguez e Lisandro López ainda não deslancharam em Grêmio e Inter Imagem: Lucas Uebel/Divulgação Grêmio e Jeremias Wernek/UOL

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

02/05/2015 06h00

Lisandro López e Cristian Rodríguez passaram a semana como dúvidas, mas serão pelo menos alternativa no banco de reservas do Gre-Nal de domingo, no Beira-Rio. Os dois protagonizarão um duelo à parte no clássico, onde somente um sairá vencedor. Para o uruguaio do Grêmio pode ser o título de confirmação da idolatria instantânea. Para o argentino do Inter um embalo e tanto na relação que ainda não deslanchou a pleno.

Cebolla tem contrato com o Grêmio até o final de junho e nenhuma garantia de que conseguirá ficar em Porto Alegre. Lisandro chegou com um vínculo igualmente curto – quatro meses, mas já obteve renovação por conta do avanço do Inter para às oitavas de final da Libertadores. A decisão do Gauchão, porém, é o auge de suas passagens até aqui.

“A gente está trabalhando na recuperação do Cristian devagar. Jogou 20, 25 minutos e agora pode jogar uns 45. Vamos definir ainda se ele será usado e como será usado”, disse Felipão ao falar do charrua. “Estou feliz que Lisandro está bem, que pode entrar no time. Ser uma opção. Ele é espetacular”, comentou Diego Aguirre.

Na partida de ida da decisão, somente Cristian Rodríguez jogou e no segundo tempo. Por alguns minutos. Lisandro López, com torção no joelho, foi vetado pelos médicos do Inter. Ambos, contudo, estão nos planos de Scolari e Aguirre. No Beira-Rio, o atacante revelado pelo Racing Club faz parte do ataque dos sonhos do treinador.

Até aqui, o gringo do Colorado tem mais minutos jogados que o estrangeiro do tricolor. Lisandro acumula 297 minutos com a camisa do Inter, mas somente um jogo inteiro: diante do Brasil de Pelotas, na volta da semifinal do Gauchão. Já Cebolla tem míseros 78 minutos divididos em duas partidas – Cruzeiro-RS e Internacional.

Futebol