PUBLICIDADE
Topo

Carioca - 2019

Flu empata com Volta Redonda na estreia no Carioca e presidente é xingado

Do UOL, no Rio de Janeiro

19/01/2019 21h01

O Fluminense iniciou a temporada da mesma maneira que terminou a do ano passado: com o time vaiado e seu presidente xingado pelos torcedores. Atuando mal, o Tricolor ficou apenas no empate por 1 a 1 com o Volta Redonda - gols de Ibañez e João Carlos - neste sábado (19), no Maracanã, na estreia no Campeonato Carioca, e teve que ouvir a fúria da arquibancada.

Leia também:

Juca Kfouri: A dura vida do inovador Fernando Diniz
"Empate com gosto de derrota", diz Ibañez após 1 a 1 do Fluminense

O tento tricolor foi sair somente aos 42 minutos do segundo tempo após muita pressão, algo que minimizou a impaciência da torcida.

As vaias ao mandatário do clube passaram a ecoar ainda no primeiro tempo, logo após o gol do Voltaço de pênalti. A equipe da Cidade do Aço, vale lembrar, ainda desperdiçou outro pênalti no segundo tempo.

O Fluminense volta a campo na próxima quinta-feira (24) contra o Americano, no Moacyrzão, em Macaé (RJ).

Diniz é traído por sua tática

Diego, do Fluminense, disputa jogada pelo alto durante partida contra o Volta Redonda - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

Conhecido por valorizar a posse de bola e a troca de passes, o técnico Fernando Diniz foi traído por sua própria tática no gol sofrido, quando Everaldo acabou perdendo uma bola no meio de campo que originou o pênalti em cima de Douglas Lima.

Assustou após rebote

O atacante Luciano cobrou uma falta no primeiro tempo que bateu na barreira. No rebote, porém, o jogador chutou novamente e levou susto ao gol do Volta Redonda.

Pênalti e gol do Volta Redonda

O gol do Volta Redonda aconteceu aos 36 minutos do primeiro tempo, depois de um erro na troca de passes tão pedida pelo técnico Fernando Diniz. Douglas Lima aproveitou a bobeada de Everaldo, saiu em arrancada e foi derrubado pelo goleiro Rodolfo. Na cobrança, João Carlos bateu com categoria e abriu o placar para o Voltaço.

Outro pênalti, mas Voltaço perde

Após Calazans cometer pênalti em Wandinho logo aos 3 minutos do segundo tempo, o Volta Redonda mudou seu cobrador. Marcelo pediu a bola, demonstrou confiança, mas a batida foi muito ruim e acabou longe do gol.

No travessão!

Aos 12, o Voltaço continuou em cima e quase ampliou após falta de Marcelo, em que a bola bateu no travessão do goleiro Rodolfo.

Luciano apagado

Esperança de gols do Fluminense, o atacante Luciano teve uma noite apagada no Maracanã. Pouco acionado, só ameaçou em cobrança de falta.

O melhor - Douglas Lima

O meia do Volta Redonda foi um grande articulador de jogadas. Veloz, deu uma arrancada fantástica e sofreu o pênalti que resultou no gol de João Carlos para o Volta Redonda.

O pior - Everaldo

Destaque no ano passado, o atacante do Fluminense parecia disperso e perdeu a bola que resultou no pênalti do Volta Redonda.

Roy corajoso

O técnico Roy, do Volta Redonda, demonstrou muita coragem ao não abdicar do ataque contra o Fluminense em pleno Maracanã. O time da Cidade do Aço deixou um bom cartão de visitas para a competição.

Digão capitão

Com a saída de Gum, o zagueiro Digão herdou o braçadeira de capitão da equipe do Fluminense, mas precisou sair logo no início do primeiro tempo por sentir um desconforto muscular. Ele foi substituído pelo estreante Matheus Ferraz.

Estreia de lateral

O lateral-direito Ezequiel, contratado junto ao Cruzeiro, fez sua estreia pelo Fluminense como titular na partida deste sábado.

Estreia como profissional

O jovem volante Zé Ricardo, de apenas 19 anos, fez sua estreia no profissional do Fluminense como titular. Ele entrou na vaga de Bruno Silva, suspenso, e Dodi, lesionado.

Tite na área!

Técnico da seleção brasileira, Tite esteve presente em um dos camarotes do Maracanã para acompanhar a partida entre Fluminense e Volta Redonda.

FLUMINENSE 1 X 1 VOLTA REDONDA

Data e hora: 19/01/2019, às 19h (horário de Brasília)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Auxiliares: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Daniel de Oliveira Alves Pereira
Cartões amarelos: Rodolfo (FLU); Luis Gustavo, Bruno Barra (VOL)
Cartões vermelhos: Luis Gustavo (VOL)
Gols: João Carlos, aos 36 minutos do primeiro tempo (VOL); Ibañez, aos 42 minutos do segundo tempo (FLU)

Fluminense
Rodolfo, Ezequiel, Ibañez, Digão (Matheus Ferraz) e Mascarenhas; Airton, Zé Ricardo (João Pedro) e Daniel (Igor Julião); Everaldo, Luciano e Calazans
Técnico: Fernando Diniz

Volta Redonda
D. Borges; Luis Gustavo, Daniel, Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bileu, Wandinho (Gelson), Marcelo, Douglas Lima (Núbio Flávio) e João Carlos 
Técnico: Toninho Andrade